Al utilizar este servicio y el contenido relacionado, aceptas el uso de cookies para análisis, contenido personalizado y publicidad.
Estás usando una versión más antigua del explorador. Usa una versión compatible para obtener la mejor experiencia en MSN.

Porto Alegre acelera trabalhos para concluir obras externas do Beira-Rio

EFE EFE 23/05/2014 EFE Brasil
Porto Alegre acelera trabalhos para concluir obras externas do Beira-Rio. © Foto: EFE Porto Alegre acelera trabalhos para concluir obras externas do Beira-Rio.

Porto Alegre, 22 mai (EFE).- A 21 dias da Copa do Mundo, Porto Alegre, uma das 12 sedes do torneio, acelera os trabalhos para concluir as obras externas do estádio Beira-Rio, que estão preocupando a Fifa e os próprios moradores da capital do Rio Grande do Sul.

'Segue o trabalho para a entrega das estruturas complementares do Beira-Rio, mas ainda há muito a ser feito em Porto Alegre. Não podemos perder um minuto ou caso contrário a qualidade para os torcedores e equipes de televisão será comprometida', declarou o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, em seu perfil no Twitter.

Valcke realizou na última quarta-feira uma visita ao local e se reuniu com autoridades locais e representantes do Internacional, proprietário do estádio.

Em plena contagem regressiva para o pontapé inicial do maior torneio de futebol do mundo, nos arredores do Beira-Rio ainda há poeira de obra sendo levantada, e o trânsito de automóveis é interrompido com frequência para entrada e saída de caminhões.

O palco receberá cinco partidas do Mundial. Serão quatro da primeira fase (França-Honduras no dia 15 de junho, Austrália-Holanda no dia 18, Coreia do Sul-Argélia no dia 22, e Nigéria-Argentina no da 25), além de uma pelas oitavas de final, no dia 30.

A Prefeitura de Porto Alegre começou a montar as operações nos arredores do estádio para impedir a circulação normal de veículos durante os dias de jogos.

'É uma situação complexa, porque a cidade não tem metrô e então não se pode privar as pessoas de irem ao estádio em seus carros. Teriam que caminhar muito', comentou à Agência Efe o aposentado Carlos Aiala, que todos os dias pratica atividades físicas nas proximidades do estádio.

O taxista Calixto Gomes, por sua vez, reclamou da construção de um viaduto próximo ao estádio supostamente para melhorar o fluxo de automóveis nos dias de jogos.

'O viaduto que está sendo construindo não servirá muito para os dias de jogos, porque ao delimitar a circulação em um perímetro o viaduto não poderá ser utilizado para chegar ao estádio como é seu propósito', explicou.

A capital do Rio Grande do Sul prevê uma grande chegada de ônibus com turistas argentinos para duelo contra a Nigéria, o último do Grupo F.

O Jóquei Clube do Porto Alegre e a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), que ficam próximos ao estádio, abrirão seus estacionamentos para os ônibus de turistas estrangeiros, segundo a Prefeitura, com 5,5 mil vagas em ambos os lugares.

A pavimentação total da avenida que circunda o estádio e os estacionamentos estão previstos para serem concluídos no dia 2 de junho, com um custo de R$ 8 milhões.

Gestión anuncios
Gestión anuncios
image beaconimage beaconimage beacon