Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Os carros do Salão do Automóvel 2018 que dependem do dólar

Logotipo do(a) iCarros iCarros 4 dias atrás Texto: Thiago Moreno / Fotos: João Brigato e Iago Garcia

Normalmente, o que determina a data de entrada de um modelo no mercado brasileiro é a demanda por ele e o tempo de homologação. No entanto, na edição 2018 do Salão do Automóvel de São Paulo, o dólar tem sido mais uma barreira à importação de veículos. Com a cotação instável, ao menos quatro montadoras estão segurando alguns lançamentos aguardando que a moeda norte-americana se estabilize.

Leia mais:

Acompanhe todas as novidades do Salão

Veja ofertas de carros perto de você

Simule aqui o quanto pagar nas parcelas de seu próximo carro

Kia

Veja a matéria completa 

A Kia é uma das que mais sofre com a cotação instável do dólar. Com toda sua linha de produtos sendo importada, falta espaço e cotação favorável para trazer mais novidades a nosso país. A falta mais notável é a do Kia Rio, hatch que brigaria até com o VW Polo entre os hatches compactos premium, já está homologado para a venda, mas a Kia só o trará quando a situação cambial estiver mais bem resolvida.

Mas não é só o Rio. A Kia também tem na manga mais modelos como o elétrico Soul EV e os híbridos Niro e Optima Hybrid, os três em processo final de homologação, mas enfrentando as mesmas dúvidas cambiais que o hatch.

A marca trouxe ao Salão de São Paulo o pequeno SUV Stonic, modelo de linhas agressivas e porte de Hyundai Creta que poderia chegar para complementar o concorrido segmento dos utilitários esportivos compactos. No entanto a própria marca admitiu que o Stonic não será o produto a completar essa tarefa por aqui. No entanto, independente de qual for o novo SUV compacto da Kia, ele está na dependência de uma cotação do dólar mais favorável à importação.

Fiat

Veja a matéria completa

Apesar de produzir a maioria de seus produtos nacionalmente, a Fiat tem engatilhados dois lançamentos para o mercado brasileiro que também estão na dependência de um dólar a taxas mais camaradas. São eles o pequeno 500 reestilizado, já apresentado na Europa há alguns anos, e o SUV compacto 500X.

O último utiliza a mesma plataforma do Jeep Renegade e da Fiat Toro, modelos que são produzidos na fábrica da FCA em Goiana (PE). No entanto, para não atrapalhar a produção destes dois modelos de alto voluma, a Fiat cogita trazer o 500X via importação e, portanto, dependendo de uma situação cambial favorável.

Smart

Veja a matéria completa

Já faz alguns anos que as ruas brasileiras não veem o pequeno Smart sendo vendido como 0km. No entanto, isso não impediu a marca, subsidiária da Mercedes-Benz, de trazer o pequeno Forfour, versão de quatro portas do modelo que foi desenvolvida em parceria com a Renault, onde deu origem ao novo Twingo.

O Smart Forfour exibido no Salão do automóvel era a versão elétrica do modelo, a Forfour EQ. Com 3,49 m de comprimento, traz motor elétrico de 82 cv e 16,3 kgfm de torque. Sua autonomia declarada é de 155 km. Não há previsão de vendas ou preços para o modelo também por conta do dólar. No entanto, sabe-se que a Smart pretende eletrificar 100% de sua linha até 2020.

Lifan

Veja a matéria completa

Apesar de ter apresentado o novo X70, a chinesa Lifan também tem dois modelos em estudo para o mercado brasileiro que aguardam um dólar mais favorável à importação. São eles o SUV MyWay e a minivan M7.

SUV médio de sete lugares, o Lifan MyWay custaria o mesmo que uma Chevrolet Spin, adianta a marca. O modelo tem estilo robusto, carroceria alta e suspensão elevada, mesclando estilo de minivan e SUV. Com tração traseira, ele tem motor 1.8 de 128 CV associado a transmissão automática de cinco marchas ou manual com a mesma relação.

Por fim, outro modelo que está em teste de aceitação de público pela Lifan é a minivan M7. Com visual copiado da Ford S-Max, o modelo traz espaço interno farto, acabamento mais bem cuidado que outros modelos da marca e o mesmo 2.0 de 140 cv do X70. A transmissão é manual de cinco marchas ou CVT.

_______________________________________________

Japoneses testam carro feito de plástico (Via Ruptly)

A SEGUIR
A SEGUIR

Mais de iCarros

image beaconimage beaconimage beacon