Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Chevrolet Equinox: menos é mais uma ova!

Logotipo do(a) iCarros iCarros 15/11/2017 Texto e fotos: Thiago Moreno
Porte grande é disfarçado pelas linhas mais fluídas: Mais equipamentos, mais potência, mais espaço. Essa história de minimalismo não funciona muito bem com o SUV da GM Chevrolet Equinox: menos é mais uma ova!

É sempre difícil juntar as palavras "custo/benefício" e "R$ 150 mil" na mesma frase, mas a Chevrolet acha que consegue. Pelo menos foi o que fez com o Equinox, SUV que chegou por aqui em versão única topo de linha na gringa, a Premier, que custa R$ 149.900. Mas não é só na lista de equipamentos que o Equinox entrega muito. Ele também sobra embaixo do capô, porém, não sem falhas.

Leia mais:

Mais detalhes do lançamento do Chevrolet Equinox

Em números: Chevrolet Compass ou Jeep Compass?

Vai financiar? Simule o valor das parcelas aqui

O que ele traz de bom

Para facilitar a leitura da extensa lista de itens de série, vou separá-los entre elementos de conforto e comodidade e os equipamentos de segurança. Vale lembrar que o Equinox Premier não tem opcionais e o único custo extra que o interessado pode ter é na escolha da cor.

Conforto - ar-condicionado dual zone com saídas para o banco traseiro, direção elétrica progressiva, controlador de velocidade, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, volante multifuncional com regulagem de altura e profundidade, banco do motorista com regulagem elétrica e duas memórias, entradas USB dianteiras e traseiras, retrovisores externos aquecidos e com rebatimento elétrico, retrovisor interno antiofuscante, partida por botão, rack de teto, rodas de 19", sistema de som da marca Bose, Start/Stop, teto solar panorâmico, volante e bancos revestidos de couro e central multimídia MyLink com tela sensível ao toque de 8", GPS e conexão via Android Auto e Apple CarPlay.

Veja tudo o que o Equinox traz

E tem mais: abertura e fechamento elétricos do porta-malas com sensor de movimento, alerta de esquecimento de pessoa ou objeto no banco traseiro, banco traseiro com encosto ajustável em inclinação, carregador de celular por indução (sem fio), grade frontal ativa, OnStar, partida do motor por controle remoto e assistente de estacionamento.

Segurança -  frenagem autônoma de emergência, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, controle de velocidade em declive, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, câmera de ré, alerta de ponto cego, seis airbags, alerta vibratório de segurança no banco do motorista, alerta de colisão frontal, assistente de permanência em faixa, alerta de movimentação traseira, freio de estacionamento por botão, monitoramento da pressão dos pneus, isofix, farol alto adaptativo, luzes diurnas de LED e faróis com lâmpadas de LED.

Sob o capô, praticamente um Camaro

Para o mercado brasileiro, a Chevrolet optou por trazer o Equinox do México apenas com um motor 2.0 turbo a gasolina capaz de render 262 cv de potência e 37 kgfm de torque máximo, com câmbio automático de nove marchas e tração integral. Esse é o mesmo conjunto usado no Camaro nos Estados Unidos. Segundo a Chevrolet, o consumo médio é de 8,4 km/l na cidade e 10,1 km/l em estrada.

Confira a ficha técnica completa

Nas medidas, o Equinox tem 4,65 m de comprimento, 1,84 m de largura, 1,69 m de altura (com o rack) e 2,72 m de entre-eixos. Com espaço para cinco ocupantes, o novo modelo pesa 1.693 kg, com capacidade no porta-malas para 468 litros. No Captiva, modelo que o SUV substituiu, o bagageiro era de 383 litros. O Equinox não terá versão de sete lugares, posto ocupado no catálogo da Chevrolet pelo Trailblazer, derivado da S10.

Andando e sobrando

O meu tempo com o Equinox não começou bem: teve início com um manobrista não sabendo que carro era o SUV e soltando a pérola “parece uma Spin”. De onde ele viu a semelhança eu não sei. Só sei que a cara “corporativa” da Chevrolet é usada em todos os produtos, então a linguagem visual pode ser confundida com similaridade.

No entanto, o Equinox tem linhas muito mais equilibradas e elegantes que a minivan da Chevrolet. Largo e comprido, não abusa de linhas muito marcadas e um toque interessante é que o modelo aparenta ser mais baixo, o que ajuda a agradar aos olhos.

Por dentro, se você já andou de Cruze vai se sentir em casa. Volante, painel de instrumentos, comando de ar-condicionado, central multimídia, tudo isso é similar (ou igual mesmo) a dupla sedã/hatch da marca. O acabamento no geral é bom, principalmente no painel, com couro e materiais emborrachados. Pelo preço, poderia ser um pouco melhor nos painéis de porta, que ainda possuem os plásticos de uma faixa de preço inferior. No entanto, acontece a mesma coisa no Cruze.

O espaço interno é bom. Com entre-eixos longo, os passageiros do banco de trás podem ir até em trio sem se apertarem muito, se beneficiando também do assoalho do carro que é plano mesmo com a interferência da tração integral.

Agora vem a parte boa para o motorista. Rapaz, esse Equinox puxa bem, viu? Mesmo arrastando quase 1.700 kg de SUV para cima e para baixo, o 2.0 faz jus à sua origem. Claro que o câmbio de nove marchas ajuda bastante e ele não se perde muito nas retomadas, apesar da quantidade extra de relações e o fato de ter que calcular também a distribuição de torque entre os eixos.

Veja ofertas de Chevrolet Equinox

É graças ao câmbio que o Equinox consegue rodar a 120 km/h na estrada marcando pouco mais de 2.000 rpm no conta-giros. E isso leva a outro ponto positivo do SUV: o conforto a bordo. O isolamento acústico é bem feito e isola os ocupantes do mundo lá fora. A suspensão é um "tiquinho" firme para dar conta do peso do carro nas mudanças de direção sem preocupar o motorista.

Fica uma sugestão: para usar o modo manual do câmbio não há borboletas. Existem dois botões no topo da alavanca de câmbio que só fazem alguma coisa se o motorista lembrar de colocar a transmissão no modo L, que estica as marchas.

O tamanho e o peso do carro só são percebidos mesmo em duas situações. A primeira delas é a frenagem, pois o pedal é borrachudo e exige bastante curso para frear eficientemente. A segunda são as manobras, pois o Equinox realmente não vai fazer a alegria dos manobristas na hora de estacionar (será que foi por isso que o primeiro manobrista o chamou de Spin?).

Eu mesmo tive que fazer algumas manobras antes de conseguir encaixar o grandalhão na vaga do meu prédio, que é justa já para o meu Fusca, quanto mais para um SUV médio. E o consumo também denuncia o tamanho da brincadeira, pois 7,5 km/l em uso urbano consegue ser melhor apenas que o da minha Parati, que é AP 1.8 e tem um carburador Brosol 2E cuspindo gasolina à toa. Mas olhando as quase duas toneladas e motor de Camaro, está bom.

Mas são apenas esses pequenos detalhes que desabonam a experiência com o Equinox. Além de andar com autoridade e conforto nas ruas, há vários pequenos detalhes bacanas, como o banco que vibra para alertar o motorista quando o alerta de colisão frontal é acionado ou em manobras ou ainda em qualquer momento em que um pedestre passa perto do carro. Agora, pensando bem, eu acho que eu deveria ter colocado essa parte junto com os defeitos lá em cima.

Compare o Equinox com os rivais

Há também medidores completos no computador de bordo que mostram de tudo: da calibragem em tempo real dos pneus até a tensão da bateria e a saúde do óleo. Ele também mostra a distância do Equinox para o carro imediatamente à frente para você ficar esperto e não andar grudado atrás de alguém na estrada.

Conclusão

Apesar de o preço assustar um pouco na primeira olhada, olhe de novo e tente achar outro SUV, não precisa nem ser médio, que traga o mesmo nível de equipamentos e performance. O Jeep Compass é mais barato, mas não traz metade dos equipamentos de segurança de série. O Peugeot 3008 é mais bonito, é bem equipado, mas não tem o mesmo espaço ou desempenho. Botando tudo na ponta do lápis, fica difícil saber como a Chevrolet não cobra mais caro. E também é de se questionar se essa história de “menos é mais” ainda é válida.

Simule as parcelas do financiamento

 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)

Instagram (instagram.com/icarros_oficial)

YouTube (youtube.com/icarros)

Mais de iCarros

image beaconimage beaconimage beacon