Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Seguro de carro barato compensa mesmo?

Logotipo do(a) Seguro Auto Seguro Auto 19/06/2017 related

Levantamentos realizados por diversas instituições apontam que menos da metade dos carros possui um seguro.

Os motivos que levam as pessoas a não contratarem um seguro são diversos, porém, o valor é o que mais pesa na decisão.

Afinal, manter o carro já pode trazer custos extras, e ter uma conta adicional, ninguém quer. Além disso, há quem ache que nada de ruim vai acontecer e prefere se arriscar e ficar sem um seguro.

Entretanto, existem pessoas que sabem da importância de garantir uma proteção para o veículo. Mas, antes de contratar, acabam pesquisando bastante para encontrar um preço mais em conta.

Só que não compensa apenas olhar para os valores, existem outros fatores que devem influenciar na escolha.

SEGURO BÁSICO CONTRA ROUBO E FURTO

Um tipo de seguro existente é o que oferece proteções básicas como as de roubo, furto e raios. Somente essas assistências são contempladas nesse tipo de seguro e, por conta disso, acaba tendo um valor mais em conta.

É possível encontrar no mercado serviços de rastreador com seguro com valores a partir de R$ 69,90 por mês.

Porém, se o carro se envolver em alguma colisão, não haverá nenhum tipo de assistência. Todo o custo terá de ser arcado pelo proprietário.

Sendo assim, o veículo não poderá contar com muitas proteções, algumas quase que essenciais para resolver ocorridos do dia a dia.

Se a ideia era economizar com o seguro básico, ele pode sair mais caro do que se imagina dependendo do caso. Se sofrer uma batida, o valor gasto pode ser superior que o seguro convencional.

Por exemplo, você paga uma média de R$ 70 em um seguro contra roubo e furto, mas se o seu veículo amassar e quebrar a lanterna, pode ficar na média de R$ 900,00 o conserto.

Porém, se o carro for roubado e não localizado, é possível receber a indenização e ainda sair na vantagem de pagar pouco pelo seguro.

SEGURO POPULAR

Outro tipo de seguro disponível é o seguro auto popular. Durante muito tempo, ele foi aguardado por oferecer proteção para aos veículos mais antigos e prometia um preço menor.

Realmente, se comparado ao seguro tradicional, o custo é inferior, mas as suas proteções também.

Uma das coisas que torna esse seguro mais barato é a possibilidade de utilizar peças provenientes de desmanches, mas que são regularizadas.

Só que esse não é o único ponto que deve ser levado em consideração. As coberturas oferecidas pelo seguro popular podem ser mais restritivas, assim como a indenização.

O seguro auto popular, normalmente, oferece proteção contra roubo e furto, porém, nem todas as operadoras garantem a colisão.

Outro fato é que em casos de perda total, a indenização pode corresponder a 80% do valor da tabela FIPE, fazendo com que haja uma perda financeira.

Ele também não costuma permitir a adesão de coberturas complementares, como proteção para vidros e faróis, o que pode ser essencial para alguns motoristas.

É possível achar um seguro popular da SulAmérica a partir de R$ 50.

COMPENSA PAGAR MAIS BARATO?

O que acaba sendo mais barato no seguro é o valor do prêmio, já a franquia não costuma ter muita variação.

É exatamente no valor do prêmio que as pessoas estão de olho e quanto menos ela for, mais interessante se torna.

O problema é que nem sempre esse barato sai tão barato assim porque se de um lado o valor do prêmio é menor, de outro, pode ser preciso gastar mais.

O ideal é sempre verificar quais as coberturas serão disponibilizadas e qual o real custo delas. Isso deve ser comparado com os gastos que se teria, caso o valor tivesse que ser pago à parte.

Chegando à conclusão que os custos são maiores quando optando por um seguro básicos e pagando a parte os danos, ele não compensa.

O seguro auto tradicional é mais completo e, apesar de ter um valor pouco mais alto, acaba sendo mais vantajoso financeiramente.

Mais de Seguro Auto

image beaconimage beaconimage beacon