Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Alemanha tem dia mais quente do ano

Logotipo do(a) dw.com dw.com 26/07/2018
© picture-alliance/Geisler-Fotopress/C. Hardt

A Alemanha registrou nesta quinta-feira (26/07) o dia mais quente do ano, com temperaturas que chegaram aos 32°C em Berlim e 37°C em Colônia. O calor intenso e a estiagem colocaram o país em alerta.

Em Potsdam, a oeste da capital, um incêndio florestal devastou cerca de 60 hectares de um bosque nesta quinta-feira. Aproximadamente 200 bombeiros trabalham para conter as chamas. Autoridades afirmaram que o fogo parece estar sob controle, mas ainda não descartaram evacuar casas na região. Até 300 pessoas seriam afetadas com a medida.

Em várias rodovias alemãs, os motoristas foram obrigados a andar mais devagar. Para evitar acidentes devido a danos causados às estradas por carros em alta velocidade, as autoridades impuseram limites de velocidade temporários. Na via A81, que corta o oeste alemão passando por Stuttgart, a velocidade máxima permitida foi reduzida para 80 quilômetros por hora por conta de danos no asfalto provocados pelo calor.

Lagos que costumam ser um refúgio na busca de um alívio para o calor também estão sofrendo com clima. A elevação da temperatura das águas causou um aumento da proliferação de algas e bactérias nocivas à saúde.

Diversos lagos no estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental registram o crescimento de algas verdes azuladas que causam irritação na pele e nas mucosas. No lago Müritz, foi detectada a presença de um parasita que provoca erupções cutâneas.

A estiagem também mudou a paisagem de rios. O Reno e seus afluentes alcançaram níveis extremamente baixos, provocando a restrição, em diversos pontos, do transporte de mercadorias nesta que é uma das hidrovias mais importantes do país.

O calor ainda é uma ameaça para a população de peixes no Reno, que podem começar a morrer se a temperatura da água atingir 27°C. Entre o lago de Constança e a cidade suíça de Schaffhausen, a temperatura chegou a 25°C. Em alguns pontos do rio no estado da Renânia-Palatinado, ao longo de uma área industrial, as águas já alcançaram 28°C.

A Administração Federal de Meio Ambiente e Conservação da Natureza alertou ainda que as águas mais quentes não são a única ameaça para os peixes no rio. Elas atrasam a migração dos peixes, que desviam de seu caminho habitual em buscas de correntes mais frias.

O calor e a estiagem não devem dar trégua nos próximos dias. As previsões meteorológicas apontam que as temperaturas devem bater novos recordes na sexta-feira e que, na próxima semana, elas continuarão em torno dos 30°C.

-------------------------

Vídeo: Drone mostra extensão da devastação na Grécia (Via Reuters)

Mais de Deutsche Welle

image beaconimage beaconimage beacon