Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Chuva em SP causa alagamentos e quedas de árvores; veja previsão para segunda

Logotipo do(a) Estadão Estadão 12/01/2020 Redação
São Paulo está em estado de alerta para alagamentos © Daniel Teixeira/Estadão São Paulo está em estado de alerta para alagamentos

SÃO PAULO - O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), da Prefeitura de São Paulo, retirou o estado de atenção para alagamentos nas regiões norte, leste, oeste e central da cidade, além das Marginais do Tietê e do Pinheiros. O temporal com chuva forte e raios que chegou à cidade no fim da manhã também atingiu municípios da região metropolitana. O Corpo de Bombeiros recebeu ao menos cinco acionamentos para enchentes e outros 10 para quedas de árvore.

Às 15h45, a CGE apontava alagamentos "transitáveis" em três vias da zona oeste - Rua Raul Pompeia, em Perdizes, Avenida Marquês de São Vicente, na Barra Funda, e Avenida Pompeia, na Pompeia -, além de dois trechos da Avenida Alcântara Machado e um na Avenida Celso Garcia, no Belém, na zona leste.

“As precipitações perderam intensidade na cidade de São Paulo, restando apenas chuva de fraca intensidade entre os bairros da zona norte e leste. As imagens do radar apontam a chuva atuando entre Santana/Tucuruvi, Vila Maria/Vila Guilherme e também na Penha, Ermelino Matarazzo e São Miguel Paulista", diz comunicado divulgado pelo CGE às 14h36.

"Segundo a equipe de meteorologia do CGE da Prefeitura de São Paulo, o tempo permanece instável com probabilidade de chuva com até moderada intensidade na próximas horas. Com a continuidade das chuvas, o solo permanece encharcado potencializando a ocorrência de deslizamento de terras, formação de alagamentos e elevação de rios e córregos”, completa o boletim.

O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), da Prefeitura, havia emitido pela manhã um alerta de estado de atenção para as zonas norte e oeste e para sete subprefeituras da zona leste. Às 12h30, o comunicado foi estendido para toda a zona leste e a região central da cidade. Depois, um novo boletim da CGE saiu às 14h10, elevando para estado de alerta a região da subprefeitura da Penha, na zona leste, por constatar "iminência de transbordamento" do Córrego Franquinho, que não chegou a transbordar.

Segunda-feira será de tempo instável e chuva

Segundo o CGE, a segunda-feira, 13, será marcada por tempo instável e chuva intermitente na capital paulista e na Grande São Paulo. As temperaturas devem cair, com máxima de 26º C e umidade do ar acima dos 65%, o que “mantém o potencial para a formação de alagamentos, transbordamentos e deslizamentos de terra” na região metropolitana.

Na terça-feira, 14, as precipitações devem diminuir, com pancadas isoladas no início da noite. A máxima prevista é de 25º C, com umidade do ar acima dos 60%.

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon