Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Como se preparar para conquistar um emprego aos 50

Logotipo do(a) Forbes Brasil Forbes Brasil 23/04/2019 Robin Ryan
Getty Images © Fornecido por BPP Publicações e Participações Eireli Getty Images

Resumo:
Katia, uma mulher que foi dona de casa por quase 20 anos, buscava um novo emprego; O LinkedIn, por meio do “Lynda.com”, oferece cursos gratuitos de Pacote Office a marketing; Um emprego temporário, quando bem executado, pode se tornar efetivo.

Katia era uma cliente a quem eu oferecia conselhos de carreira. Foi dona de casa por 19 anos e, quando o filho mais novo entrou na faculdade, sentiu que precisava de um novo emprego. Ela havia tido experiência com vendas farmacêuticas, mas procurava ajuda por ter 58 anos — como se a idade fosse um problema. Isso porque havia lido artigos que diziam que encontrar um emprego nessa idade poderia ser um desafio.

LEIA MAIS: O Facebook está se tornando reduto dos mais velhos?

No período em que atuou como dona de casa, Katia não fez nada para aprimorar o currículo. Ficou tanto tempo afastada do mercado que não sabia se havia como conseguir um emprego remunerado. Eu analisei o quadro e dei a ela algumas ideias.

Primeiro, era preciso resgatar e realçar suas habilidades, tornando-a mais competitiva para o mercado atual. Katia me perguntou se devia voltar a estudar. Como já tinha um diploma de bacharelado, pensamos em alguns cursos complementares na internet e em faculdades estaduais, oferecidos por projetos comunitários.

Para crescer com rapidez, como ela queria, recomendei que acessasse o “Lynda.com” — plataforma de cursos do LinkedIn — e assistisse a algumas aulas por ali. O Lynda.com, agora chamado de LinkedIn Learning, pertence à Microsoft e oferece milhares de cursos técnicos e comerciais de qualidade para qualquer um.

Segundo uma bibliotecária renomada com quem conversei, muitas bibliotecas norte-americanas se inscrevem no Lynda.com. Indiquei a Katia, por isso, que procurasse uma biblioteca local para se inscrever na plataforma. Se isso for verdade, tudo aquilo que é preciso usar, é um cartão da biblioteca. Katia descobriu que a biblioteca de sua cidade fazia uso do serviço. Procurei, então, alguns cursos para ela.

Sugeri aulas avançadas em pacotes do Microsoft Office, especialmente Word, Excel e PowerPoint. Como ela possuía habilidades medianas em computadores, mas ainda não havia usado o PowerPoint, esse era um curso de que talvez precisasse. Em seguida, Katia avaliou alguns cursos de marketing e desenvolvimento de negócios, assim como vendas. Ela ficou impressionada com a quantidade de coisas que poderia fazer online.

Voltar ao mercado de trabalho sem se atualizar pode resultar em baixa oferta salarial, rejeição e frustração. Vale a pena dedicar um tempo para se aprimorar e retornar mais confiante, capaz de:

Deixar o currículo mais forte e apresentável; Usar o vocabulário atual do mercado em uma entrevista de emprego; Exercer sua função com as habilidades hoje requeridas; Escapar a empregos com salários menores.

Quando Katia atualizou o currículo e o portfólio, eu a aconselhei a obter alguma experiência de trabalho, se inscrevendo para uma ocupação temporária em uma agência de empregos, que pode ter vagas para início imediato. Na agência, você pode discutir com os recrutadores sobre as funções que gostaria e poderia exercer, e ser mais específico na busca por uma colocação. Alguns meses trabalhando para uma empresa sob um contrato temporário podem fazer com que você, de fato, seja efetivado.

Novas habilidades são a resposta para muitos baby boomers que precisam de um novo emprego, ou que pretendem mudar de carreira.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil

Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr

Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Quer receber as principais notícias do MSN Brasil pelo Facebook Messenger?
Inscreva-se agora.

Mais de Forbes Brasil

image beaconimage beaconimage beacon