Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Bolsonaro contradiz Guedes e descarta imposto sobre cerveja, cigarro e doces

Logotipo do(a) Poder360 Poder360 24/01/2020 Poder360
Na época das eleições, Bolsonaro chamava Guedes de posto Ipiranga e dizia que o ministro iria reger as prioridades econômicas de seu governo © Sérgio Lima/ Poder360 Na época das eleições, Bolsonaro chamava Guedes de posto Ipiranga e dizia que o ministro iria reger as prioridades econômicas de seu governo

O presidente Jair Bolsonaro contradisse o ministro Paulo Guedes (Economia) e disse que irá descartar o chamado imposto do pecado defendido pelo ministro –aumento de tributos sobre cerveja, cigarro e doces.

“Paulo Guedes, desculpa, você é meu ministro, te sigo 99%, mas aumento de imposto para cerveja não”, disse Bolsonaro. As afirmações foram feitas nesta 6ª feira (24.jan.2020) em Nova Déli, na Índia.

De acordo com o ministro Guedes, a equipe econômica, responsável pela reforma tributária, estava analisando os impactos de segmentar os impostos sobre esses produtos.

Guedes está em Davos, na Suíça, onde participa do Fórum Econômico Mundial. Disse que apesar de não ter “nada definido”, a equipe econômica conversa sobre tributar produtos que fazem mal à saúde.

Bolsonaro disse ser contra o aumento. “Não tem como aumentar, não consegue mais aumentar a carga tributária no Brasil. Todo mundo consome algo de açúcar todo dia, não da pra aumentar”, disse o presidente.

Mais de Poder360

image beaconimage beaconimage beacon