Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Economistas projetam inflação e câmbio mais baixos em 2017 e PIB maior em 2018

Logotipo do(a) InfoMoney InfoMoney 20/03/2017 InfoMoney
InfoMoney (Marcelo Camargo/ABr) © Marcelo Camargo/ABr InfoMoney

Economistas de mercado consultados pelo Banco Central revisaram para baixo suas projeções para a inflação em 2017 e para cima as de PIB em 2018, segundo a edição mais recente do relatório Focus, divulgada na manhã desta segunda-feira (17).

Em uma semana, as expectativas dos especialistas consultados semanalmente pela autoridade monetária para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) caíram de 4,19% para 4,15%, enquanto as estimativas para o PIB (Produto Interno Bruto) permaneceram em 0,48% e para a Selic seguiram inalteradas em 9,00%. A cotação esperada para o dólar ao fim do ano teve ligeiro recuo de R$ 3,30 para R$ 3,29.

Em relação a 2018, as projeções para a atividade econômica avançaram de 2,40% para 2,50% ao passo que para a Selic caíram de 8,75% para 8,50%. As expectativas para o IPCA seguiram em 4,50% e para o dólar, em R$ 3,40.

Entre os cinco economistas que mais acertam, a mediana das projeções no cenário de curto prazo para o IPCA caiu de 3,96% para 3,95%, enquanto a projeção para a Selic ao fim do ano recuou de 9,02% para 8,83%. A cotação esperada para o dólar seguiu em R$ 3,34. Já em relação a 2018, a estimativa para os juros básicos declinaram de 8,71% para 8,68%, enquanto a taxa projetada de câmbio recuou de R$ 3,48 para R$ 3,46. A projeção para o IPCA do ano que vem seguiu inalterada em 4,42%.

Mais de InfoMoney

image beaconimage beaconimage beacon