Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Elon Musk agora tem uma chefe na Tesla

Logotipo do(a) Exame.com Exame.com 08/11/2018 Mariana Desidério
Elon Musk: fundador da Tesla deixa presidência do conselho de administração © Joe Skipper Elon Musk: fundador da Tesla deixa presidência do conselho de administração

São Paulo – A Tesla escolheu a nova presidente de seu conselho de administração, depois que o fundador da fabricante de carros elétricos Elon Musk foi obrigado a deixar o cargo. Musk será substituído por Robyn Denholm, que vem da empresa de telecomunicações australiana Telstra.

Denholm já é membro do conselho de administração da Tesla e precisará esperar o prazo de seis meses para se dedicar totalmente à nova função, devido a um acordo de aviso prévio com a Telstra. Nesse período, Elon Musk vai “dar todo o suporte que ela necessite em seu papel como presidente”, disse a Tesla em comunicado. Elon Musk permanece como CEO da companhia.

O empresário concordou em deixar a presidência do conselho de administração da Tesla e pagar uma multa de 20 milhões de dólares num acordo com o regulador norte-americano de valores mobiliários, a Securities and Exchange Commission (SEC), para encerrar um processo de fraude relacionado a publicações do executivo no Twitter.

Robyn Denholm é a nova presidente do conselho de administração da Tesla, após saída de Musk © Fornecido por Abril Comunicações S.A. Robyn Denholm é a nova presidente do conselho de administração da Tesla, após saída de Musk

A SEC processou Musk ao considerar que sua série de mensagens no Twitter do dia 7 de agosto foi um ato fraudulento que inflou temporariamente o valor das ações. Nas mensagens, Musk comunicava sua intenção de tirar a Tesla da bolsa, graças à existência de investidores que pagariam US$ 420 por título aos acionistas da companhia.

A indicação de Denholm, uma executiva com larga experiência em finanças corporativas vem em um momento delicado para a Tesla, que enfrenta forte pressão dos acionistas para se tornar uma empresa de resultados consistentes.

Em comunicado, Denholm afirmou que acredita na missão da empresa e espera “ajudar Elon Musk e a equipe da Tesla a conseguirem lucratividade sustentável e gerar valor aos acionistas no longo prazo”.

_________________________________

Vídeo: Eleições dão largada a corrida pela Casa Branca em 2020 (Via Reuters)

A SEGUIR
A SEGUIR

Mais de Exame.com

image beaconimage beaconimage beacon