Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Saque do FGTS inativo: Caixa libera calendário; confira as datas

Logotipo do(a) InfoMoney InfoMoney 06/06/2017 InfoMoney
© Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

A Caixa Econômica Federal liberou o calendário de saques de contas inativas do FGTS. O governo estima que trabalhadores irão sacar cerca de R$ 34 bilhões dessa fonte.

Os saques começam no dia 10 de março. Os contribuintes com valores disponíveis referentes a contratos de trabalho finalizados até 31 de dezembro de 2015 poderão sacar todo o montante de acordo com a ordem estabelecida pela instituição financeira. O calendário funciona por aniversário e, em março, poderão sacar os trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro.

Confira, abaixo, as datas:

- Sacam a partir de 10 de março: trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro;

- Sacam a partir de 8 de abril: trabalhadores que nasceram em março, abril e maio;

- Sacam a partir de 12 de maio: trabalhadores que nasceram em junho, julho e agosto;

- Sacam a partir de 10 de junho: trabalhadores que nasceram nos meses de setembro, outubro e novembro; 

- Sacam a partir de 14 de julho: trabalhadores nascidos em dezembro.

Quem perder o prazo determinado pelas datas acima, ainda poderá sacar os recursos até o dia 31 de julho de 2017. Após essa data, o trabalhador só vai poder sacar o dinheiro seguindo as regras antigas: ao se aposentar ou se for comprar a casa própria, por exemplo.

Como o FGTS tem rendimento muito baixo - de 3% ao ano somados à Taxa Referencial de Juros, especialistas em investimentos sugerem que todos os brasileiros que possuam saldo inativo devem sacar os valores e aplicar de outras formas. Até mesmo a poupança é mais rentável. O governo, por sua vez, sugeriu que o valor seja usado para pagamentos de dívidas. 

Para consultar o saldo disponível em uma conta inativa, a instituição disponibiliza 4 meios: site, aplicativo, internet banking e agências físicas. Saiba como acessar cada um deles.

1.       Site

Munido de número do PIS e de uma senha para o site da Caixa, o beneficiário deve entrar neste endereço (link) e consultar o saldo. O número está disponível na carteira de trabalho.

Caso não tenha cadastro, é necessário criar um no menu “cadastrar senha” do mesmo endereço eletrônico.

2.       Aplicativo FGTS

O app FGTS Trabalhador permite a consulta do saldo, atualização de endereço e localização de pontos de atendimento próximos pelo celular.

Caso queira usar esse formato de consulta, o trabalhador deve baixar o aplicativo na Google Play ou na Apple Store e inserir o número do PIS.

3.       Internet Banking

Clientes Caixa podem acessar o saldo também pelo Internet Banking. Basta acessá-lo com a senha bancária de internet, acessar a opção “Serviço ao Cidadão” e verificar o extrato.

4.       Agência Caixa

É possível buscar uma agência do banco neste link e comparecer pessoalmente, com o NIS, para consultar o saldo disponível.

Mais de InfoMoney

image beaconimage beaconimage beacon