Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Sem disputa, governo vende apenas 1 dos 5 blocos ofertados no pré-sal

Logotipo do(a) Poder360 Poder360 07/11/2019 Marlla Sabino
© Foto: Bruno Domingos/Reuters

Em mais 1 leilão sem disputa, o governo vendeu apenas 1 dos 5 blocos no pré-sal ofertados nesta 5ª feira (7.nov.2019). Apesar de o leilão ter batido recorde no número de empresas inscritas –17 ao todo–, apenas a Petrobras apresentou proposta.

Em parceria com os chineses da CNODC, a estatal brasileira arrematou o bloco de Aram com oferta mínima de óleo. As empresas pagarão R$ 5,5 bilhões pelo direito de exploração –a expectativa era arrecadar R$ 7,9 bilhões. Essa foi a única proposta apresentada no leilão.

A Petrobras já havia manifestado interesse em concorrer como operadora dessa área antes do leilão. O direito de preferência está previsto na lei que criou o polígono do pré-sal e permitiu que demais empresas operassem nessa área.

A vantagem, no entanto, tem sido fortemente questionada e colocada como 1 dos motivos para os vazios nos leilões do pré-sal neste ano.

Neste cenário, o governo já indicou que estuda mudanças no modelo de partilha, usado nos leilões do pré-sal, e acabar com o direito de preferência da Petrobras. Essas medidas foram propostas em 1 projeto de lei do senador José Serra (PSDB-SP) e terá apoio do governo.

ALÍVIO FINANCEIRO PARA UNIÃO

Apesar do fracasso do leilão desta 5ª, a soma dos bônus de assinatura dos 3 leilões de óleo e gás deste ano somaram R$ 84 bilhões aos cofres públicos. Destes, R$ 70 bilhões foram arrecadados apenas no megaleilão da cessão onerosa.

Os valores da mega rodada, no entanto, serão divididos para pagar a Petrobras pela revisão do contrato assinado em 2010 e rateado entre Estados e municípios. A parcela da União, entretanto, será suficiente para descontingenciamento do Orçamento.

_____________________

Vídeo: Janaína Paschoal: 'Bolsonaro cria conflitos onde não precisa' (TV Cultura)

A SEGUIR
A SEGUIR

Mais de Poder360

image beaconimage beaconimage beacon