Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Temer diz que reforma trabalhista será aprovada em breve

Logotipo do(a) VEJA.com VEJA.com 20/03/2017 Felipe Machado
Ele pediu que os empresários voltem a fazer investimentos no país para que mais empregos sejam gerados: Presidente Temer durante reunião com embaixadores dos maiores mercados importadores de carne do Brasil © image/jpeg Presidente Temer durante reunião com embaixadores dos maiores mercados importadores de carne do Brasil

O presidente Michel Temer disse nesta segunda-feira que acredita que a reforma trabalhista será aprovada em breve, pois se trata de lei ordinária, e não emenda à Constituição, como a Previdenciária. Temer participou da posse do Conselho Administração da Câmara Americana de Comércio Brasil-Estados Unidos (Amcham), em São Paulo.

Segundo ele, a possibilidade de sindicatos e empresas fazerem acordos com força de lei está prevista na Constituição. “Nós estamos apenas regulamentando um dispositivo”, disse.

Em relação à da Previdência, Temer afirmou que o Congresso é agora “o senhor desta reforma”.

Veja também

Temer disse que a mudança na Previdência busca igualar os trabalhadores a outros setores de beneficiários e que “são pouquíssimos os países do mundo sem limite mínimo de idade para a aposentadoria “.

Economia

Ele avaliou que as medidas para reanimar a economia estão gerando otimismo sobre o Brasil e chamou empresários a apostarem no país para que sejam criados empregos.

Temer também disse que o comportamento do emprego e da inflação surpreenderam o governo e mencionou o desejo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em aumentar o diálogo entre os empresários dos dois países  . Em um discurso otimista, o presidente falou que as medidas tomadas pela sua administração são reconhecidas também pelas agências de risco, que segundo ele são “rigorosíssimas”.

Ele citou como exemplo a reavaliação da Moody’s sobre o Brasil, que na última semana alterou a perspectiva de “negativa” para “neutra”. O presidente também comemorou o leilão de quatro aeroportos na última sexta-feira, com ágio que considerou “extraordinário”.

Segundo o presidente, o comportamento da inflação, em queda, é uma surpresa para governo e reflete uma retomada da credibilidade no Brasil. A geração de empregos em fevereiro também surpreendeu. “Esperávamos esse ‘respiro’ no segundo semestre”, disse.

O presidente disse que os resultados mostram que não seria preciso apenas confiar nas palavras do governo, e que o desemprego só diminuirá se as empresas voltarem a investir. “Quanto mais a iniciativa privada se expande, mais gera emprego. E nós precisamos de mais de 12 milhões de empregos no país.  É por isso que eu quero incentivar os senhores e as senhoras a investirem”, disse.

Arquivado em:Economia

Previdência Social/INSS Temer diz que reforma trabalhista será aprovada em breve

Mais de Veja.com

image beaconimage beaconimage beacon