Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Vale puxa alta e Ibovespa se aproxima dos 109 mil

Logotipo do(a) Exame.com Exame.com 02/12/2019 Guilherme Guilherme
IBOVESPA: otimismo de um possível avanço das negociações entre Estados Unidos e China compensou parcialmente o efeito do declínio das ações da Vale, que caíram 1,32% nesta terça / Bruno Rocha/Fotoarena © Bruno Rocha/Fotoarena IBOVESPA: otimismo de um possível avanço das negociações entre Estados Unidos e China compensou parcialmente o efeito do declínio das ações da Vale, que caíram 1,32% nesta terça / Bruno Rocha/Fotoarena

Os comentários de Donald Trump sobre taxar o aço e o alumínio brasileiros não assustaram os acionistas das principais siderúrgicas do país. Nesta segunda-feira (2), foi justamente uma empresa do segmento, a Vale, que subiu 2,72% e puxou a alta de 0,64% do Ibovespa, que fechou em 108.928 pontos. 

Em relatório a clientes, o economista sênior da XP Investimentos, Marcos Ross, afirmou que o impacto econômico de um possível aumento das tarifas seria negativo, “mas limitado”. Isso porque, segundo ele, esses produtos representam somente 1,7% das exportações totais do Brasil para todos os países.

Para Ross, a declaração de Trump é uma tentativa de angariar o apoio político dos produtores de aço e alumínio dos EUA. 

Diferentemente do que se esperava, as siderúrgicas tiveram um dia positivo na Bolsa, impulsionadas pela apreciação do minério de ferro, e, não só ajudaram na valorização do índice, como também lideraram as altas do Ibovespa com as ações da CSN, que avançaram 5,73%. Já a Gerdau e a Usiminas subiram  2,65% e 2%, respectivamente. 

No radar, os dados sobre a melhora da atividade industrial na China e no Brasil injetaram alguma dose de otimismo no mercado. No país asiático, o índice PMI divulgado hoje (2) mostrou que o ritmo de crescimento da indústria é o melhor em quase três anos.

“Os dados reforçaram a mensagem de que o risco de recessão das principais economias globais tem se tornado cada vez menor”, afirmou o time de analistas da XP Investimentos em relatório a clientes.

Por aqui, o volume de produção do setor aumentou, em novembro, pelo quarto mês consecutivo, sustentado, principalmente, pela maior demanda interna. Contudo, o superávit da balança comercial no período foi o menor desde 2015, ficando em 3,428 bilhões de dólares – ainda assim, em linha com as expectativas.

_________________________

Vídeo: Jovens tentam chegar à Espanha dentro de motor (KameraOne)

A SEGUIR
A SEGUIR


Mais de Exame.com

image beaconimage beaconimage beacon