Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Receita Federal libera consulta ao 6º lote da restituição do Imposto de Renda nesta sexta-feira

Logotipo do(a) Estadão Estadão 6 dias atrás Felipe Laurence
A restituição do Imposto de Renda Pessoa Física devolve ao contribuinte parte do valor que foi retido na fonte a cada mês; no quinto lote serão liberados R$ 3,5 bilhões para 2,7 milhões de contribuintes © Marcello Casal Jr/Agência Brasil A restituição do Imposto de Renda Pessoa Física devolve ao contribuinte parte do valor que foi retido na fonte a cada mês; no quinto lote serão liberados R$ 3,5 bilhões para 2,7 milhões de contribuintes

A Receita Federal liberou no fim da manhã desta sexta-feira, 8, a consulta ao sexto lote da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2019. A restituição está programada para o próximo dia 18 de novembro e o órgão divulgou a consulta antes da data esperada, 11 de novembro, por conta do feriado da Proclamação da República, na sexta-feira, 15. Serão liberados R$ 2,1 bilhões para 1,4 milhão de pessoas, incluindo 58,9 mil contribuintes prioritários como idosos, deficientes e professores.

A restituição será liberada para quem fez a declaração do IR até 19 de agosto e não teve nenhuma inconsistência nos dados. Também está previsto o pagamento de quem caiu na malha fina entre os anos de 2008 e 2018 e já retificou os dados.

Desde o pagamento do primeiro lote da restituição em junho, já foram liberados mais de R$ 15 bilhões de reais para mais de 9 milhões de contribuintes. Os pagamentos da restituição do Imposto de Renda vão até 16 de dezembro, quando é liberado o sétimo e último lote.

Consulta à restituição do Imposto de Renda

O valor da restituição pode ser consultado no site da Receita Federal, informando CPF e data de nascimento do contribuinte. Também é possível acessar o aplicativo para pessoa física, disponível para celulares com os sistemas operacionais Android e iOS. O próprio app permite ativar uma notificação que avisa ao contribuinte quando o dinheiro é liberado, caso a restituição ainda não tenha saído.

Outra possibilidade é ligar para o Receitafone, no número 146.

Como receber a restituição do Imposto de Renda?

A restituição é depositada diretamente na conta bancária indicada pelo contribuinte no momento de declaração do IR, nas datas previstas pelo calendário de restituição.

Se o dinheiro não for cair na data prevista, o contribuinte deve ir a uma agência do Banco do Brasil ou entrar em contato pelos telefones 4004-0001, no caso de capitais, ou 0800-729-0001 para demais localidades. Deficientes auditivos têm atendimento exclusivo pelo 0800-729-0088.

A restituição fica disponível no banco por um ano. Se o contribuinte não sacar o valor neste período, deve preencher um formulário eletrônico de pedido de pagamento de restituição.

Calendário de restituição do IR

O pagamento de cada lote é feito no dia 15 de cada mês ou no dia útil subsequente. Confira o calendário previsto para 2019:

Vale a pena antecipar a restituição do Imposto de Renda?

Para quem precisa do dinheiro com urgência para pagar dívidas, uma possibilidade é fazer a antecipação da restituição do IR.

A chamada restituição, na verdade, é um empréstimo realizado por instituições bancárias. O valor calculado pela Receita Federal é liberado de imediato e, quando a restituição é depositada pela Receita Federal, já fica retida pela instituição bancária, que cobra ainda os juros proporcionais ao período.

Para saber se vale a pena antecipar o valor, é preciso verificar com o banco qual é a taxa de juros da operação e comparar com os juros que serão cobrados em caso de inadimplência da dívida.

É preciso considerar também a perda da rentabilidade, já que o dinheiro é corrigido pela Selic, a taxa básica de juros da economia. Quem não antecipou a restituição e está no quinto lote, por exemplo, recebe o valor corrigido em 3,54%.

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon