Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Conheça algumas das pessoas que saíram da lista dos bilionários em 2018

Logotipo do(a) Forbes Brasil Forbes Brasil 14/03/2018 Deniz Cam

A edição 2018 da lista de bilionários FORBES deixou de fora 121 integrantes que constavam no ranking do ano passado. Prejudicados pela queda no preço das ações, manobras políticas e, em alguns casos, supostas fraudes, esses ex-bilionários são, em sua maioria, da China - 49 pessoas. Os Estados Unidos aparecem logo na sequência, com 15 norte-americanos fora da lista, incluindo um membro do gabinete de Trump.

VEJA TAMBÉM: Por que a Arábia Saudita está ausente na nova lista de bilionários FORBES

Todos os 10 sauditas que estavam na lista em 2017 saíram devido à falta de clareza sobre o que eles realmente possuem atualmente depois de uma ação punitiva liderada pelo governo. Isso inclui o Príncipe Alwaleed bin Talal, que tinha uma fortuna de US$ 18,7 bilhões em 2017.

Dos 15 norte-americanos que não são mais bilionários, o Secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, é, provavelmente, o mais notável. Depois que uma investigação de FORBES revelou, em novembro do ano passado, que o financiador estava mentindo sobre seu patrimônio, Ross - que ajudou Donald Trump a evitar uma falência pessoal em 1990 - foi removido do ranking. Segundo estimativas de FORBES, ele tem, atualmente, US$ 700 milhões, US$ 2,5 bilhões a menos do que na edição anterior da lista.

Maggie Magerko, proprietária da empresa de materiais de construção 84 Lumber, com sede na Pensilvânia, também não chegou ao valor de corte neste ano. O negócio de Maggie investiu quase US$ 22 milhões em um anúncio no Super Bowl em 2017. Apesar de as vendas da empresa terem crescido no ano passado, seus ganhos diminuíram e o setor diminuiu em valor.

Veja, na galeria de fotos, quatro outras pessoas que deixaram a lista neste ano:


Siga o MSN no Facebook

Mais de Forbes Brasil

image beaconimage beaconimage beacon