Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Líderes do Senado chegam a acordo para votar 2º turno da Previdência no dia 22

Logotipo do(a) Poder360 Poder360 08/10/2019 Mateus Maia
Antonio Anastasia (PSDB-MG) comandou reunião de líderes por conta de reclusão de Davi Alcolumnbre © Waldemir Barreto/Agência Senado Antonio Anastasia (PSDB-MG) comandou reunião de líderes por conta de reclusão de Davi Alcolumnbre

O senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) anunciou nesta 3ª feira (8.out.2019), em sua conta do Twitter, que os líderes do Senado chegaram a 1 acordo para que a reforma da Previdência seja votada em 2º turno em 22 de outubro. O calendário inicial previa a finalização em 10 de outubro.

“Tivemos a aquiescência dos líderes para votação do segundo turno da reforma da Previdência para o próximo dia 22 no Plenário”, escreveu.

Anastasia assumiu o comando da reunião de líderes porque o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), está recluso em sua casa. Nesta 3ª, comemora-se o dia de Yom Kipur, data sagrada no calendário judaico. Desta forma, o senador não poderá também presidir a sessão do Congresso, marcada para mais tarde no dia.

© Fornecido por Poder360 Jornalismo e Comunicação S/S LTDA.

O Senado concluiu o 1º turno de votação em 2 de outubro. Depois, a aprovação de 1 destaque retirou a mudança nas regras para o pagamento do abono salarial e reduziu a economia prevista em R$ 76,4 bilhões em 10 anos.

O principal ponto que trava o calendário da votação da reforma em 2º turno é a indefinição sobre a partilha dos recursos do megaleilão do pré-sal entre Estados e municípios. O texto que definirá a divisão está com a Câmara e as duas Casas buscam 1 acordo para avançar nessa questão.

Também ficou acordado na reunião de líderes que a PEC dos precatórios (95/2019) será votada no plenário do Senado nesta 4ª feira (9.out). O projeto trata da extensão no prazo estipulado para quitar débito com empresas. O prazo para que Estados e municípios paguem precatórios devidos a pessoas jurídicas poderá ser estendido de 2024 para 2028.

Mais de Poder360

image beaconimage beaconimage beacon