Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Em entrevista, Maria Ribeira nega ser bissexual: "Ainda não aconteceu"

Logotipo de Jetss Jetss | Slide 1 de 14: Maria Ribeiro soltou o verbo em recente entrevista ao canal do Youtube de Leda Nagle.++ Fábio Assunção assume relacionamento com Maria RibeiroA atriz, que assumiu o namoro com Fábio Assunção, foi questionada se realmente era bissexual, como alguns rumores apontam. “Ainda não aconteceu. Acho que o mundo é bissexual, mas ainda não encontrei uma mulher que eu tenha tido vontade de namorar”, disse. E ainda continuo, explicando: “Na verdade, não sou bissexual. Mas não conta para ninguém. Acho que todo mundo deveria se assumir bissexual porque tem uma quantidade tão grande de homossexual que morre espancado. É uma bandeira de defesa. Mas vai que um dia (ela se torna bissexual) … Para que abrir mão da perspectiva da outra metade inteira da população. Mas não sou.”.Ela tem dois filhos: João, de 15 anos, fruto de seu relacionamento com Paulo Betti, e Bento, de oito, da união com Caio Blat. Comentou que a relação familiar pode parecer uma bagunça, mas todos se entendem. “Sou muito amiga dos dois. O pequeno fala: ‘mamãe, se o Caio é padrasto do Jojo, o Paulo é meu padrasto, né?’. Eu respondo: ‘Claro, tem toda razão’. Agora que o Paulo namora a Dadá Coelho, por quem eu sou apaixonada, eu digo que ela é a madrasta dos dois”.A respeito do começo do namoro com Paulo, 23 anos mais velho, ela revelou que não foi fácil. “Foi um pesadelo. Meus pais queriam morrer. Não acharam maior graça. O Paulo mega petista. Meu pai vivia brincando: ‘Você é vermelho, mas é bom coração’. Mas não sou petista”.Falando sobre o feminismo, Maria foi sincera: “Sou feminista. Ser feminista é acreditar que homens e mulheres devem receber o mesmo tratamento. Mas acho que existe um certo exagero neste novo feminismo e na patrulha. Não gosto da palavra empoderamento. Acho feia. Sempre converso com amigas que dizem: ‘Essas mulheres estão muito chatas’. E eu digo: ‘O feminismo não é para mim e para você. Ele é para a mulher que pega metrô e é bolinada. Por mais que tenha o lado meio chato, no saldo eu acho que vale”.Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSSMaria Ribeiro, de 42 anos, soltou o verbo sobre diversos assuntos

Maria Ribeiro, de 42 anos, soltou o verbo sobre diversos assuntos

Maria Ribeiro soltou o verbo em recente entrevista ao canal do Youtube de Leda Nagle.

++ Fábio Assunção assume relacionamento com Maria Ribeiro

A atriz, que assumiu o namoro com Fábio Assunção, foi questionada se realmente era bissexual, como alguns rumores apontam. “Ainda não aconteceu. Acho que o mundo é bissexual, mas ainda não encontrei uma mulher que eu tenha tido vontade de namorar”, disse. E ainda continuo, explicando: “Na verdade, não sou bissexual. Mas não conta para ninguém. Acho que todo mundo deveria se assumir bissexual porque tem uma quantidade tão grande de homossexual que morre espancado. É uma bandeira de defesa. Mas vai que um dia (ela se torna bissexual) … Para que abrir mão da perspectiva da outra metade inteira da população. Mas não sou.”.

Ela tem dois filhos: João, de 15 anos, fruto de seu relacionamento com Paulo Betti, e Bento, de oito, da união com Caio Blat. Comentou que a relação familiar pode parecer uma bagunça, mas todos se entendem. “Sou muito amiga dos dois. O pequeno fala: ‘mamãe, se o Caio é padrasto do Jojo, o Paulo é meu padrasto, né?’. Eu respondo: ‘Claro, tem toda razão’. Agora que o Paulo namora a Dadá Coelho, por quem eu sou apaixonada, eu digo que ela é a madrasta dos dois”.

A respeito do começo do namoro com Paulo, 23 anos mais velho, ela revelou que não foi fácil. “Foi um pesadelo. Meus pais queriam morrer. Não acharam maior graça. O Paulo mega petista. Meu pai vivia brincando: ‘Você é vermelho, mas é bom coração’. Mas não sou petista”.

Falando sobre o feminismo, Maria foi sincera: “Sou feminista. Ser feminista é acreditar que homens e mulheres devem receber o mesmo tratamento. Mas acho que existe um certo exagero neste novo feminismo e na patrulha. Não gosto da palavra empoderamento. Acho feia. Sempre converso com amigas que dizem: ‘Essas mulheres estão muito chatas’. E eu digo: ‘O feminismo não é para mim e para você. Ele é para a mulher que pega metrô e é bolinada. Por mais que tenha o lado meio chato, no saldo eu acho que vale”.


Siga o MSN no Facebook

© Foto: Instagram

Mais de Jetss

image beaconimage beaconimage beacon