Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Ex-esposa de Wesley Safadão desabafa sobre problemas com pensão

Logotipo do(a) Cláudia Cláudia 12/07/2018 Da Redação
wesley-safadao © Reprodução wesley-safadao

O cantor Wesley Safadão e a ex-esposa Mileide Mihaile estão em um empasse jurídico. Atualmente, os dois decidem na Justiça a revisão do valor da pensão alimentícia do filho Yhudi, de 7 anos. Segundo entrevista recente, a mãe da criança diz que o ex, que pagava 10 salários mínimos de pensão, passou a incluir a mensalidade da escola de R$ 2.600 no valor.

Na mesma ocasião, ela também relatou que recebeu 78 páginas de uma petição em que cada ponto da pensão do menino é determinado sem qualquer flexibilidade.

“São 78 páginas de petição e o que mais me assustou foi essa tabela de como é que o Yhudy deve vivenciar a vida dele. Ele descrimina da forma: mensalidade escolar: 2.650 reais, material escolar e uniforme; 209 reais, plano de saúde: 600 reais; supermercado, alimentação, farmácia e higiene pessoal: mil reais, vestuário: mil reais, deslocamento e gasolina: mil reais, lazer: 500 reais, uma babá: 1.500 reais; IPTU, dividido por três porque são três pessoas na casa: 139 reais, Internet e tv: 150 reais, energia: 334 reais, condomínio: 667 reais. É uma loucura tão grande”, disse ela.

Em outro momento, também conta que precisava devolver as roupas que o garoto usava quando passeava com o pai.

“É real isso. Por mais louco e vergonhoso. Por muitos momentos ele ficou esperando e eu tive um momento de surto muito louco quando eu me deparei com a situação do Yhudy já estar fazendo isso automaticamente. Isso é o maior pesadelo da minha vida. Depois de um final de semana como Wesley, o Yhudy entrou em casa tirando o shorts e ele respondeu que era ‘da casa do papai'”, contou.

Em nota à imprensa, Safadão, que é um dos artistas mais bem pagos do país, se pronunciou oficialmente sobre a revisão da pensão.

“Em nenhum momento o cantor entrou na Justiça para diminuir os valores pagos ao filho, pelo contrário, o pedido é para aumentar a oferta de benefícios e para que a juíza determine de maneira mais específica a forma como os recursos devem ser pagos e destinados, já que o objetivo é que essa quantia proporcione a manutenção e bem-estar da criança”. […] “Todos os deveres e obrigações impostos pela lei e concernentes com o papel e responsabilidades de pai sempre foram e serão respeitados e mantidos”, finalizou.

Em entrevista ao TV Fama, o astro também comentou o caso. “Hoje o meu filho estuda em uma das melhores escolas da cidade. Esse contato que não está legal hoje, porque ela quer mudar o menino de escola e eu não quero. A gente está nesse pézinho de briga. É a escola que ele estuda com a irmã. O problema é coisa besta”, disse.

Mais de Cláudia

image beaconimage beaconimage beacon