Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Valesca Popozuda posa com Agustin Fernandez e ‘morre’ para LGBTs

Logotipo do(a) Catraca Livre Catraca Livre 5 dias atrás Maurício Costa
Valesca Popozuda posa com maquiador Agustin Fernandez, que apoiou Bolsonaro, e “morre” para LGBTs © reprodução/Instagram/@valescapopozuda Valesca Popozuda posa com maquiador Agustin Fernandez, que apoiou Bolsonaro, e “morre” para LGBTs

Você já parou para pensar se existe homossexual homofóbico? Vamos analisar isso. Agustin Fernandez, o maquiador que declarou seu voto a Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial do ano passado, prova que sim, infelizmente.

Dentre suas declarações, o uruguaio já chegou a dizer que LGBTs morrem em boates por consumir drogas e pergunta “qual a diferença entre morrer por consumo de drogas em boates e morrer apanhando (de homofóbicos) na rua?”.

Além disso, o maquiador acha que exigir respeito é demais, afinal, “quem é que nunca foi preconceituoso com alguém?”.

© Fornecido por Catraca Livre Portal e Comunicação Ltda

Passado tudo o que passou envolvendo o nome do Agustin, mesmo quando já havíamos esquecido a imagem dele, surge uma bomba da Valesca Popozuda.

Valesca apareceu ao lado de Agustin e gravou um vídeo um tanto polêmico no Instagram: “Olha só, quero falar uma coisa pra vocês, meus fãs, que já estão me mandando direct. Antes de tudo, eu respeito muito vocês. Eu nunca fui de ficar julgando por aí e nem criticando. Eu aceito a opinião e a decisão de todo mundo. Quero dizer pra vocês que o Agustin é meu amigo de anos, antes de tudo. O que ele fala, e o que ele quiser falar, é um problema dele, a vida é dele. Então não sou eu quem vou criticá-lo, porque ele é meu amigo. Então eu quero que vocês o respeitem, e respeitem a mim também”.

Repetir vídeo

Valesca foi a funkeira mais apoiada na carreira pelos LGBTs antes de Anitta. Aquela cujo clipe as pocs fizeram estourar nas redes sociais, e todo o Brasil passou a mandar beijinho no ombro. Aquela que virou meme nos grupos gays do Facebook e que tocava em toda balada LGBT que se preze.

“A democracia é uma delícia, mas tem seu custo”

Valesca tem toda a liberdade do mundo para ter amigos como Agustin Fernandez. O que a funkeira não pode esperar é que a comunidade LGBT, que a ergueu a nível nacional, aceite isso numa boa. É como se Valesca tivesse cuspido no prato em que comeu. E comeu gostoso!

Teria sido muito mais sábio e nobre por parte da funkeira se ela tivesse ajudado o maquiador, dado dicas a ele, explicado que não podemos minimizar os assassinatos contra LGBTs ao compará-los com overdoses. E não simplesmente dizer que “o que ele fala é problema dele”. Poxa, Valesca!

Não à toa, o Twitter subiu a hashtag #RIPValesca com os mais variados depoimentos de decepção possíveis.

Hoje o Vale dos Homossexuais perde mais uma diva pop nacional. Mas essa chuva de close errado que tem caído sobre a comunidade é um importante sinal: serve para dar valor a quem se importa com os LGBTs, a quem defende a causa, não importa como ou sob quais circunstâncias, e acima de tudo a quem É LGBT. Escolha bem a próxima diva para quem você dará seu pink money. Ele vale muito!

Mais de Catraca Livre

image beaconimage beaconimage beacon