Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Na BGS, Sony e Microsoft prometem 'Natal dos games' em altíssima resolução

Logotipo do(a) Estadão Estadão 12/10/2017 Bruno Capelas

ctv-tsy-xbox-one-s: Estande da Microsoft durante a Brasil Game Show 2017 © Rafael Arbex/Estadão Estande da Microsoft durante a Brasil Game Show 2017

No primeiro dia da Brasil Game Show, feira de games que acontece em São Paulo entre esta quarta-feira, 11, e domingo, 15, Sony e Microsoft anunciaram que vão lançar até o final do ano o PlayStation 4 Pro e o Xbox One X, versões turbinadas de seus consoles PlayStation 4 e Xbox One. Ainda sem preço definido, os dois videogames chegam ao mercado em dezembro, garantem as empresas, e têm como principal destaque o suporte a jogos em resolução 4K (Ultra HD), tendência no mercado de TVs. Essa tecnologia, porém, ainda é para poucos brasileiros.

A expectativa do mercado é de que ambos os consoles cheguem às lojas com preços salgados, uma vez que os aparelhos serão importados, ao menos em um primeiro momento. Hoje, o PlayStation 4, em sua versão Slim, é encontrado no varejo por volta de R$ 1,5 mil; já o Xbox One, na versão S, pode ser adquirido por R$ 2,3 mil.

“Precisamos pensar em toda a cadeia de distribuição para poder fabricar o Xbox One X aqui”, diz Phil Spencer, líder global de Xbox, em entrevista ao Estado. “Preferimos trazer o X no Brasil apenas um mês depois do lançamento nos EUA assim, para mostrar ao consumidor brasileiro que estamos comprometidos com o País.”

Segundo Spencer, mesmo na crise o Brasil continua sendo relevante para a Microsoft -- de acordo com ele, o País é um dos cinco principais mercados da empresa no mundo. Anunciado em junho, o Xbox One X será lançado nos EUA em 7 de novembro, por US$ 499. Ele tem suporte a vídeos e jogos em 4K e alta capacidade de processamento, superior à do rival PlayStation 4 Pro, que chegou ao mercado norte-americano no final do ano passado, e custa US$ 399.

“Vamos esperar até o último momento para divulgar o preço do PlayStation 4 Pro, porque estamos negociando com o varejo”, diz Anderson Gracias, vice-presidente de PlayStation para a América Latina.

Perfil. Para o executivo, o PS4 Pro será um aparelho para o jogador que já é fã da marca PlayStation ou que preferiu esperar para entrar na nova geração de consoles. “É para quem quer comprar ou já tem uma televisão com resolução 4K (Ultra HD)”, diz o executivo. Além do console turbinado, a Sony também prometeu para dezembro o lançamento dos óculos de realidade virtual PlayStation VR.

Já Spencer acredita que o Xbox One X não é só para quem comprou uma TV com a nova tecnologia recentemente. “O Xbox One X tem vídeo incrível e roda os jogos mais rápido que as nossas outras versões”, avalia. “É o videogame certo para quem é exigente.”

Prestígio. “Os lançamentos mostram que, apesar dos percalços econômicos, o Brasil continua sendo relevante para as empresas de games”, diz André Pase, professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Em outros tempos, momentos de crise econômica significaram a saída de empresas do mercado brasileiro -- como aconteceu no final dos anos 1990. “Não quero ficar aqui só nas fases boas. Nosso compromisso com o Brasil é no longo prazo”, diz Spencer, da Microsoft.

“Lançar um videogame aqui significa estabelecer uma rede de assistências técnicas, de suporte ao consumidor, e isso é importante. Vai além do preço”, diz Pase. Para o professor, os novos consoles podem servir para o brasileiro entrar na onda das televisões 4K. “Agora, com os games, existe bom conteúdo para motivar essa compra”. Hoje, é difícil encontrar no mercado uma TV 4K com tamanho razoável, acima de 40 polegadas, por menos de R$ 1,5 mil. “Pode ser um empecilho, mas quem comprar a TV sabe que vai poder usá-la por pelo menos duas gerações de videogames.”

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon