Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Os vencedores do Globo de Ouro 2018

Logotipo do(a) M de Mulher M de Mulher 08/01/2018 Ligia Helena
nicole kidman vencedora globo de ouro © Getty Images nicole kidman vencedora globo de ouro

Globo de Ouro 2018que prometia ser marcado por discursos contundentes em protesto contra os casos de assédio sexual e machismo em Hollywood, ficou a desejar. Embora atores e atrizes tenham ido com roupas pretas, como combinado, para demonstrar a insatisfação com os casos de assédio sexual, faltou força nos discursos – exceto no caso de Oprah Winfrey, que nunca decepciona. 

Leia mais:

Globo de Ouro 2018: tapete vermelho se tinge de negro contra o assédio

Oprah Winfrey faz discurso poderoso contra assédio e racismo

Atriz fura o protesto no Globo de Ouro e vai vestida de vermelho

As melhores reações do Twitter sobre o Globo de Ouro 2018

Chamou a atenção também a quantidade de “zebras”. Considerado o favorito da noite, “A Forma da Água“, com recorde de indicações, só levou  para casa dois prêmios: Melhor Diretor, para Guillermo del Toro, e Melhor Trilha Sonora. Frances McDormand, de “Três Anúncios para um Crime“, derrotou a eterna favorita Meryl Streep. E foi justamente “Três Anúncios para um Crime” que surpreendeu e superou “A Forma da Água” no prêmio de melhor filme dramático.

Na abertura da premiação, o apresentador Seth Meyers começou dando as boas-vindas às damas e “cavalheiros restantes”, e observou que estamos em 2018, uma época onde a maconha finalmente é permitida (já que recentemente a Califórnia liberou o uso recreativo da droga), e finalmente o assédio sexual é coibido.

Em meio a outras piadas de teor político, o apresentador disse que ninguém precisava se preocupar, pois Harvey Weinstein não estava lá, e só voltaria em 20 anos, quando seria o primeiro homem morto a ser vaiado na homenagem in memoriam. A resposta foi um silêncio mortal.

A primeira vencedora da noite foi Nicole Kidman, que levou o prêmio de melhor atriz em minissérie ou filme para TV, por “Big Little Lies”. A atriz mandou bem na sororidade ao discursar, agradecendo efusivamente às companheiras de elenco. Ainda citou a mãe, que lutou pelo direito das mulheres quando a atriz ainda era criança, e disse que as conquistas dela também são conquistas da mãe. Lembrou também que a personagem dela na série “Big Little Lies” é uma vítima de violência contra a mulher, e que precisamos manter a conversa sobre esse assunto viva para que as coisas mudem.

>>> Veja todos os looks (pretos) das famosas no tapete vermelho do Globo de Ouro 2018

Rachel Brosnaham, que foi premiada como melhor atriz em uma série de comédia, por “The Marvelous Mrs. Maisel”, disse que se sentia honrada por interpretar a história de uma mulher brilhante, e que há muitas outras histórias como essa para serem contadas. Ela fez um apelo para que invistam e honrem essas histórias.

A vencedora do prêmio de melhor atriz em série dramática, Elisabeth Moss, usou as palavras de Margaret Atwood, autora de “The Handmaids Tale” para agradecer pela luta contra injustiças e dizer que hoje em dia as mulheres são a história e escrevem a história.

Laura Dern venceu o prêmio de melhor atriz coadjuvante em TV, e também agradeceu às colegas de “Big Little Lies”. Lembrou que Renata, sua personagem, tinha uma filha que sofria bullying e tinha medo de falar sobre os abusos. Por isso, chamou atenção para a importância de ensinar as crianças e mulheres a falarem sobre os abusos, e para a importância de apoiar e dar emprego às vítimas de violência.

A SEGUIR
A SEGUIR

O ponto alto da noite, entretanto, foi o discurso de Oprah Winfrey ao receber o prêmio Cecil B. DeMille. Ela falou sobre racismo e violência contra a mulher com muita propriedade, já que foi vítima de ambas as coisas, e previu u m novo dia no horizonte, em um tempo em que as histórias das mulheres têm valor e em que ninguém mais terá de dizer “eu também”.

A noite terminou com o prêmio para Frances McDormand, que venceu o prêmio de melhor atriz em um filme dramático. E a única mulher a receber o Globo de Ouro de melhor diretora, Barbra Streisand, em 1984, entregou o prêmio de melhor filme dramático para “Três Anúncios para um Crime”, maior zebra da noite.

Veja abaixo todos os vencedores do Globo de Ouro 2018:

Melhor filme – drama

“A Forma da Água”
“Me Chame pelo seu Nome”
“Dunkirk”
“The Post: A Guerra Secreta”
“Três Anúncios Para um Crime”

Melhor atriz em um filme drama

Jessica Chastain, por “A Grande Jogada”
Sally Hawkins, por “A Forma da Água”
Frances McDormand, por “Três Anúncios Para um Crime”
Meryl Streep, por “The Post”
Michelle Williams, por “Todo o Dinheiro do Mundo”

Melhor ator em um filme drama

Timothée Chalamet, por “Me Chame pelo seu Nome”
Daniel Day-Lewis, por “Phantom Thread”
Tom Hanks, por “The Post”
Gary Oldman, por “O Destino de uma Nação”
Denzel Washington, por “Roman J. Israel, Esq.”

Melhor filme – comédia ou musical

“Artista do Desastre”
“Corra!”
“O Rei do Show”
“I, Tonya”
“Lady Bird: É Hora de Voar”

Melhor atriz em um filme comédia ou musical

Judi Dench, por “Victoria e Abdul”
Helen Mirren, por “The Leisure Seeker”
Margot Robbie, por “I, Tonya”
Saoirse Ronan, por “Lady Bird: É Hora de Voar”
Emma Stone, por “Batalha dos Sexos”

Melhor minissérie ou filme para TV

“Big Little Lies”
“Fargo”
“Feud: Bette & Joan”
“The Sinner”
“Top of the Lake: China Girl”

Melhor diretor

Guillermo del Toro, por “A Forma da Água”
Martin McDonagh, por “Três Anúncios Para um Crime”
Christopher Nolan, por “Dunkirk”
Ridley Scott, por “Todo o Dinheiro do Mundo”
Steven Spielberg, por “The Post”

Melhor ator em comédia ou musical

Anthony Anderson – “Black-ish”
Aziz Ansari – “Master of None”
Kevin Bacon – “I Love Dick”
William H. Macy – “Shameless”
Eric McCormack – “Will & Grace”

Melhor série de comédia

“Black-ish”
“The Marvelous Mrs Maisel”
“Master of None”
“SMILF”
“Will & Grace”

Melhor ator em minissérie ou filme pra TV

Robert De Niro, por “The Wizard of Lies”
Jude Law, por “The Young Pope”
Kyle MacLachlan, por “Twin Peaks”
Ewan McGregor, por “Fargo”
Geoffrey Rush, por “Genius”

Melhor filme em língua estrangeira

“Uma Mulher Fantástica”
“First They Killed My Father”
“Em Pedaços”
“Loveless”
“The Square”

Melhor roteiro

Guillermo del Toro e Vanessa Taylor, por “A Forma da Água”
Greta Gerwig, por “Lady Bird: É Hora de Voar”
Liz Hannah and Josh Singer, por “The Post”
Martin McDonagh, por “Três Anúncios Para um Crime”
Aaron Sorkin, por “A Grande Jogada”

Melhor atriz coadjuvante

Laurie Metcalf, por “Lady Bird: É Hora de Voar”
Allison Janney, por “I, Tonya”
Mary J. Blige, por “Mudbound”
Octavia Spencer, por “A Forma da Água”
Hong Chau, por “Downsizing”

Melhor animação

Viva! – A Vida é uma Festa
O Touro Ferdinando
O Poderoso Chefinho
Com amor, Van Gogh
The Breadwinner

Melhor atriz coadjuvante em TV

Laura Dern, por “Big Little Lies”
Ann Dowd, por “The Handmaid’s Tale”
Chrissy Metz, por “This Is Us”
Michelle Pfeiffer, por “The Wizard of Lies”
Shailene Woodley, por “Big Little Lies”

Melhor ator em um filme comédia ou musical

Steve Carell, por “Batalha dos Sexos”
Ansel Elgort, por “Em Ritmo de Fuga”
James Franco, por “Artista do Desastre”
Hugh Jackman, por “O Rei do Show”
Daniel Kaluuya, por “Corra!”

Melhor Música Original

“Home”, de “O Touro Ferdinando”
“Mighty River”, de “Mudbound”
“The Star”, de “A Estrela de Belém”
“Remember Me”, de “Viva! A Vida é uma Festa”
“This Is Me”, de “O Rei do Show”

Melhor Trilha Sonora

Carter Burwell, por “Três Anúncios Para um Crime”
Alexandre Desplat, por “A Forma da Água”
Jonny Greenwood, por “Phantom Thread”
John Williams, por “The Post”
Hans Zimmer, por “Dunkirk”

Melhor ator coadjuvante em TV

David Harbour por “Stranger Things”
Alfred Molina, por “Feud: Bette & Joan”
Christian Slater, por “Mr. Robot”
Alexander Skarsgaard, por “Big Little Lies”
David Thewlis, por “Fargo”

Melhor série dramática

“Game of Thrones”
“The Crown”
“This Is Us”
“Stranger Things”
“The Handmaid’s Tale”

Melhor ator em série dramática

Jason Bateman, por “Ozark”
Sterling K. Brown, por “This Is Us”
Freddie Highmore, por “The Good Doctor”
Bob Odenkirk, por “Better Call Saul”
Liev Schreiber, por “Ray Donovan”

Melhor atriz em série dramática

Caitriona Balfe, por “Outlander”
Claire Foy, por “The Crown”
Maggie Gyllenhaal, por “The Deuce”
Katherine Langford, por “13 Reasons Why”
Elisabeth Moss, por “The Handmaid’s Tale”

Melhor atriz de série comédia ou musical

Pamela Adlon, por “Better Things”
Alison Brie, por “GLOW”
Rachel Brosnahan, por “The Marvelous Mrs Maisel”
Issa Rae, por “Insecure”
Frankie Shaw, por “SMILF”

Melhor ator coadjuvante

Armie Hammer, por “Me Chame pelo seu Nome”
Richard Jenkins, por “A Forma da Água”
Sam Rockwell, por “Três Anúncios Para um Crime”
Willem Dafoe, por “Projeto Flórida”
Christopher Plummer, por “Todo Dinheiro do Mundo”

Melhor atriz em minissérie ou filme para TV

Jessica Biel, por “The Sinner”
Nicole Kidman, por “Big Little Lies”
Jessica Lange, por “Feud: Bette & Joan”
Susan Sarandon, por “Feud: Bette & Joan”
Reese Witherspoon, por “Big Little Lies”

----------------------------------------

Veja os looks dos famosos na cerimônia (via El País)

75th Golden Globe Awards – Arrivals – Beverly Hills, California, U.S., 07/01/2018 – Elisabeth Moss. REUTERS/Mario Anzuoni Globo de Ouro 2018: tapete vermelho se tinge de negro contra o assédio

Siga o MSN no Facebook


Mais de M de Mulher

image beaconimage beaconimage beacon