Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Mazepin surpreende e vence corrida 1 da F2 em Silverstone. Drugovich é 7°

Logotipo do(a) Grande Prêmio Grande Prêmio 6 dias atrás Grande Prêmio
© Fornecido por Grande Prêmio

Nikita Mazepin se acostumou a ser coadjuvante na Fórmula 2. Por vezes sofrendo até mesmo para pontuar, o russo raramente chamou atenção. Quer dizer, isso até este sábado (1°): na primeira corrida do fim de semana em Silverstone, o russo mostrou ritmo forte do começo ao fim e vencer pela primeira vez no certame.

Mazepin saltou para segundo na largada e, pouco depois, atacou o líder Mick Schumacher. O russo confirmou a ultrapassagem e, depois disso, não foi mais alcançado. Nem mesmo os pilotos que apostaram na largada com pneus duros alcançaram o piloto da Hitech.

Nikita Mazepin venceu a corrida 1 em Silverstone (Foto: Reprodução/Twitter) © Fornecido por Grande Prêmio Nikita Mazepin venceu a corrida 1 em Silverstone (Foto: Reprodução/Twitter)

O segundo lugar coube a Guanyu Zhou, que fez excelente trabalho na estratégia. O chinês largou com duros e, com médios no fim, fez ultrapassagens precisas. No apagar das luzes, o chinês passou Christian Lundgaard. Yuki Tsunoda fez o mesmo, terminando em terceiro.

Para Drugovich, a corrida não atingiu expectativas. Pole, o brasileiro apostou em largar com pneus duros. Parecia uma boa, mas não funcionou: o alto desgaste, aliado a um pit-stop lento, resultado na sétima posição.

Saiba como foi a corrida 1 da Fórmula 2 em Silverstone

A corrida começou com uma dose de drama antes mesmo da largada. Callum Ilott, em segundo no grid, não conseguiu partir para a volta de apresentação e foi forçado a largar dos boxes.

Mesmo assim, Drugovich não se segurou na liderança. Mick Schumacher, largando com pneus médios, disparou para primeiro. Felipe, com duros, caiu para quarto ao fim da primeira volta.

Assim, Schumacher terminou a primeira volta com Nikita Mazepin e Christian Lundgaard logo atrás. Drugovich seguia em quarto, seguido por Jack Aitken, Yuki Tsunoda, Guanyu Zhou, Nobuharu Matsushita, Louis Delétraz e Jehan Daruvala. Robert Shwartzman, apenas 18° na classificação, aparecia em 13° já.

Na altura da terceira volta, uma surpresa: Mazepin, próximo de Schumacher, fez um ataque na chicane e tomou a liderança. O russo, na sequência, tratou de abrir 1s2 de vantagem. Mick, mesmo com o bom carro da Prema, não tinha resposta.

Enquanto a corrida seguia em banho-maria nas primeiras posições, a prova seguia intensa para Shwartzman e Ilott. O russo já estava em 11°, batendo na porta da zona de pontos. O inglês vinha logo atrás, em 12°.

A estratégia virou um fator na oitava volta. Mazepin e Schumacher foram aos boxes, assim como Delétraz, Tsunoda e Daruvala. Quando Lundgaard parou no giro seguinte, Drugovich retomou a primeira posição. Com pista livre, era hora de o brasileiro fazer valer a estratégia alternativa.

Agora com pneus duros, Mazepin e Schumacher lutavam pelo que poderia ser a liderança ao fim do ciclo de pits. Dessa vez, com o alemão em aparente vantagem: Mick colou em Nikita e parecia capaz de fazer uma ultrapassagem cedo ou tarde. Ao menos por enquanto, entretanto, nada mudava.

Na frente, Drugovich liderava com Zhou 2s2 atrás, uma margem que crescia lentamente. Aitken era terceiro, mas já 10s atrás. Os dois primeiros eram os únicos que pareciam capazes de fazer a estratégia alternativa levar a uma briga pelo pódio e pela vitória.

Na briga interna dos que já haviam parado, uma reviravolta: Schumacher perdeu ritmo após um começo bom com pneus duros. O caçador virou caça, com Lundgaard fazendo bela ultrapassagem por fora.

Na volta 18, Drugovich veio aos boxes, já tenho acabado com os pneus duros. O brasileiro voltou à pista em 12°, mas com a vantagem do composto médio para o fim da prova. Entretanto, logo ficou claro: um pit-stop lento tinha acabado com as chances de vitória.

Na frente, Mazepin e Lundgaard seguiam distantes, com margem já na casa dos 4s. Restava saber quem seria o último no pódio. Pois o ritmo cada vez pior de Schumacher ajudou a resolver isso: Delétraz fez ultrapassagem e subiu para terceiro.


Video: Lawson vence corrida 1 da F3 em Silverstone marcada por forte acidente de Caldwell (Grande Prêmio)

A SEGUIR
A SEGUIR

Mais de Grande Prêmio

image beaconimage beaconimage beacon