Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Atlético-PR gera polêmica em nova campanha da Umbro

Logotipo do(a) Máquina do Esporte Máquina do Esporte 16/04/2018 Redação - São Paulo (SP)

© Fornecido por Goalmedia Tecnologia e Marketing Digital Ltda.
A Umbro reuniu jornalistas e convidados na última sexta-feira (13) para apresentar uma nova campanha com o futebol brasileiro. A empresa chamou os times patrocinados para lançar camisas do “Projeto Nations”, que consiste em homenagear países com alguma ligação histórica com as equipes. O problema aconteceu no dia seguinte, com o Atlético Paranaense.

Resultados e palpites do Bing para a rodada do Brasileirão


Brasileirão no MSN:
Tabela | Resultados | Classificação | Notícias

A equipe de Curitiba, parceira da Umbro há mais de duas décadas, anunciou no sábado (14) que não irá usar a camisa proposta pela fornecedora. O clube alegou que o desenho do novo uniforme não foi “aprovado” pela direção da equipe.

A camisa apresentada pela Umbro para o Atlético Paranaense fazia homenagens à Espanha, com as cores amarela e vermelha. A justificativa era que o desenho remetia à Copa do Mundo de 2014, quando a equipe europeia havia usado o centro de treinamento do time brasileiro.

Na última sexta-feira (13), não foi apenas a Umbro que exibiu os novos uniformes. O próprio Atlético Paranaense destacou a nova camisa em suas redes sociais. “Agora é hora de jogar junto com a força de outro furacão, a Espanha”, dizia o texto no Twitter.

A estética do uniforme, no entanto, esteve longe de ser uma unanimidade. Em pouco tempo, a nova camisa do Atlético virou alvo de piadas entre torcedores nas redes sociais. Em resposta à publicação do clube no Twitter, a camisa chegou a ser comparada até com a vestimenta do Ronald McDonald, símbolo da rede de fast food americana McDonald’s.

A Umbro ainda não se manifestou sobre a polêmica ocorrida no fim de semana. Além da Espanha com o Atlético Paranaense, a empresa fez referência a França, Rússia, Colômbia, Islândia, Uruguai e Inglaterra, com Avaí, Bahia, Chapecoense, Cruzeiro, Grêmio e Santos, respectivamente.

Mais de Máquina do Esporte

image beaconimage beaconimage beacon