Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Cruzeiro confirma afastamento de Itair Machado após ordem da Justiça

Logotipo do(a) ESPN ESPN 11/07/2019 ESPN.com.br
Itair Machado durante coletiva do Cruzeiro, em maio de 2019 © Gazeta Press Itair Machado durante coletiva do Cruzeiro, em maio de 2019

Um dia após a 12ª Câmara Cível de Belo Horizonte ordenar o afastamento de Itair Machado do Cruzeiro, a equipe celeste informou, através de comunicado em seu site oficial, que cumpriu o que foi pedido.

"O Cruzeiro Esporte Clube informa que, em cumprimento à decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, antes mesmo de ser oficialmente comunicado, já providenciou o afastamento do Vice-Presidente de Futebol, Itair Machado", escreveu a equipe.

"Itair esteve nesta manhã, na Sede Administrativa do Clube, para repassar pendências relativas ao exercício das suas funções e demais providências administrativas", completou.

A decisão da Justiça vem em meio a uma enorme crise interna no clube mineiro. 

Na última terça-feira, a Polícia Civil cumpriu um mandato de busca em meio às denúncias de falsidade ideológica, falsificação de documentos particulares e lavagem de dinheiro que investiga membros da diretoria do clube celeste, além de empresários e membros de torcidas organizadas do clube.

Ao mesmo tempo, o clube também pode perder seis pontos no Campeonato Brasileiro por conta de uma punição da Fifa, que ainda não é certa.

A condenação aconteceu por conta de uma dívida cruzeirense de 1,5 milhão de euros (R$ 6,39 mi na cotação atual) com o Zorya Luhansk, da Ucrânia, pela contratação do atacante Willian "Bigode" - hoje jogador do Palmeiras.

Willian defendia o Metalist quando, depois da temporada 2012-13, o Cruzeiro negociou sua contratação. Na época, o bilionário Sergey Kurchenko era presidente do clube ucraniano, mas ele deixou o país depois de crise política. Foi quando o Metalist transferiu sua sede para Luhansk, cidade exatamente do Zorya.

A dívida cobrada é referente a três parcelas de 500 mil euros, que foram acordadas em 2014. Apesar do pagamento ser feito ao Metalist, o valor dos direitos econômicos de Willian deveria ser repassado ao Zorya por conta do imbróglio envolvendo Kurchenko.

Fora isso, o clube ainda está com salários atrasados a seus funcionários. O Cruzeiro enfrenta o Atlético-MG nesta quinta-feira pela Copa do Brasil, nas quartas de final do torneio.

Vídeo: Em tom de incerteza, Everton fala em 'sair pela porta da frente' (ESPN)

A SEGUIR
A SEGUIR

Quer receber as principais notícias do MSN Brasil pelo Facebook Messenger?
Inscreva-se agora.

Mais de ESPN

image beaconimage beaconimage beacon