Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Palmeiras é castigado pela 'lei do ex' e leva virada do Sport em pleno Allianz Parque

Logotipo do(a) ESPNESPN 27/05/2018 ESPN.com.br
© Gazeta Press

O Palmeiras foi muito castigado pela "lei do ex" neste sábado. Jogando no Allianz Parque, o time alviverde saiu na frente, mas viu o Sport conquistar uma vitória de virada por 3 a 2, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Keno e Hyoran anotaram para o "Verdão", mas o volante Anselmo (duas vezes) e o atacante Rafael Marques, ambos com passagens pelo Palestra Itália, fizeram os tentos da vitória rubro-negra em São Paulo.

O outro herói da noite foi o goleiro Magrão, que defendeu pênalti de Keno nos acréscimos e garantiu a vitória dos visitantes.

Com o resultado, o clube comandado por Roger Machado estaciona na quinta colocação da tabela, com 11 pontos, enquanto o "Leão" sobe para o sexto lugar, também com 11 pontos.

Na próxima rodada, o Palmeiras tem parada duríssima: encara o Cruzeiro, no Mineirão, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília).

No mesmo dia, mas às 19h30, o Sport recebe o Atlético-MG na Ilha do Retiro.

Resultados e palpites do Bing para a rodada do Brasileirão


Brasileirão no MSN:
Tabela | Resultados | Classificação | Notícias

© Gazeta Press

O JOGO

A partida começou a 1000 km/h no Allianz Parque. Logo no início, em cobrança de escanteio, o Sport assustou a torcida palestrina, mas a jogada foi parada por impedimento. No contra-ataque, Lucas Lima acionou Keno, que ia sair na cara do gol, mas foi travado por Magrão em cima da hora.

No entanto, logo o "Leão" tratou de esfriar o ímpeto palestrino. Com uma linha de cinco defensores, o time de Claudinei Oliveira fez forte marcação em cima do trio Dudu, Keno e Guerra, travando as chegadas do anfitrião.

Só aos 18 minutos o "Verdão" conseguiu chegar de novo: Dudu brigou com a defesa adversária e conseguiu abrir para o chute com a perna esquerda. No entanto, sua finalização saiu à esquerda da meta de Magrão.

Pouco depois, o Sport chegou em uma cobrança de falta pela lateral, na qual Marlone rolou para o lateral Cláudio Winck chegar batendo. O chute do ala, porém, subiu demais e foi parar na arquibancada.

Na jogada aérea, o Palmeiras criou a melhor chance do duelo aos 27 minutos: o levantamento veio da direita, Antônio Carlos testou firme e Magrão fez um verdadeiro milagre em seu canto esquerdo para salvar os pernambucanos.

A pressão alviverde aumentou: quatro minutos depois, Keno recebeu bom passe, girou em cima da marcação e disparou uma bomba de esquerda, perto do travessão rubro-negro.

E o gol que estava maduro saiu aos 33 minutos, justamente com Keno. Diogo Barbosa recebeu de Dudu pela esquerda, invadiu a área e deu ótimo passe para o camisa 11 estufar as redes de Magrão, fazendo a torcida explodir no Allianz Parque.

No retorno do intervalo, o "Verdão" teve grande chance de ampliar a vantagem aos 4 minutos, quando Dudu aproveitou sobra na esquerda, cruzou e viu a bola passar por toda a pequena área antes da zaga do Sport salvar.

Pouco depois, porém, o "Leão" castigaria a oportunidade perdida. Aos 8, uma cobrança de escanteio foi cabeceada por Anselmo no travessão. Na sobra, o próprio volante Anselmo acertou chute de primeira, no canto de Jaílson, que não alcançou.

Roger Machado, então, resolveu mexer: tirou Guerra e Lucas Lima, ambos mal na partida, e colocou os garotos Papagaio e Hyoran para dar sangue novo ao time da casa. Nos visitantes, Rogério entrou na vaga de Neto Moura.

O Palmeiras partiu para cima e quase ficou novamente na frente aos 24, quando Marcos Rocha cruzou, Magrão deixou passar e a bola acertou a forquilha do gol.

Mas o Sport aproveitou novamente as chances perdidas pelo rival para castigar os paulistas. Aos 27 minutos, Anselmo aproveitou a "soneca" da defesa rival, entrou como quis na área e bateu cruzado para vencer Jaílson e virar o placar.

A virada rubro-negra deixou o time da casa muito nervoso, e os erros de passes e conclusões passaram a acontecer em série.

Aos 36, porém, o garoto Hyoran mostrou muita personalidade, carregou a bola pela intermediária e disparou um lindo chute colocado, de perna esquerda, na gaveta de Magrão, sem qualquer chance de defesa para o veterano.

Mas era mesmo dia da "lei do ex": aos 41, Marlone cobrou escanteio e Rafael Marques (que, assim como Anselmo, é ex-palmeirense), testou para o fundo das redes de Jaílson, colocando o Sport novamente na frente.

O clueb da casa teve uma chance incrível ainda de empatar nos acréscimos, depois que Dudu foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. Magrão, porém, salto no canto e defendeu a cobrança de Keno, assegurando a vitória do "Leão".

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 x 3 SPORT

Local: Allianz Parque, São Paulo-SP

Data: 26 de maio de 2018, sábado

Horário: 19h (de Brasília)

Público: 25.947 pagantes

Renda: R$ 1.506.726,18

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA)

Assistentes: Helcio Araujo Neves e Heronildo S Freitas da Silva (ambos PA)

Cartões amarelos: Felipe Melo, Marcos Rocha e Edu Dracena (PAL); Raul Prata, Ernando e Anselmo (SPT)

GOLS

PALMEIRAS: Keno, aos 33 minutos do primeiro tempo; Hyoran, aos 36 minutos do segundo tempo

SPORT: Anselmo, aos 8 e aos 27 minutos do segundo tempo; Rafael Marques, aos 41 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Jaílson; Marcos Rocha, Edu Dracena, Antônio Carlos e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Deyverson), Bruno Henrique e Lucas Lima (Hyoran); Keno, Guerra (Papagaio) e Dudu Técnico: Roger Machado

SPORT: Magrão; Cláudio Winck (Raul Prata), Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Anselmo, Neto Moura (Rogério), Fellipe Bastos, Gabriel (Henrique) e Marlone; Rafael Marques Técnico: Claudinei Oliveira


Siga o MSN Esportes no Facebook

Mais de ESPN

image beaconimage beaconimage beacon