Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Palmeiras supera erro de arbitragem e vence Cruzeiro para assumir liderança provisória

Logotipo do(a) oGol oGol 30/09/2018 ogol.com.br
Palmeiras supera erro de arbitragem e vence Cruzeiro para assumir liderança provisória © Getty / Alexandre Schneider Palmeiras supera erro de arbitragem e vence Cruzeiro para assumir liderança provisória

Apesar de um pênalti marcado indevidamente a favor do Cruzeiro, o Palmeiras dominou o encontro, no Pacaembu, e venceu com facilidade, por 3 a 1. 

O Alviverde, de momento, assume a liderança do Campeonato Brasileiro, torcendo agora contra São Paulo e Internacional para seguir isolado na ponta. 

Polêmica não afeta Palmeiras

O jogo prometia: dois dos elencos mais fortes do país não se contentariam com o empate. Em dois minutos, uma chance para cada lado, a mais clara em cabeçada de Raniel que só não entrou porque o atacante não conseguiu acertar em cheio a bola. 

Aos poucos, entretanto, a organização defensiva de dois técnicos especialistas em boas defesas acabou fazendo a diferença. Os ataques tinham dificuldade para criar. 

A bola parada, entretanto, ajudou o Palmeiras. A cobrança de escanteio da direita passou por todo mundo, mas não por Lucas Lima: mesmo fora da área, o meia pegou bonito de canhota e contou ainda com desvio para abrir o placar. 

Um erro de Gustavo Gómez e talvez um ainda maior da arbitragem, acabaram dando, porém, a chance do Cruzeiro responder logo em seguida: o zagueiro colocou a mão na bola de forma atabalhoada, mas fora da área. O árbitro, sem convicção alguma, marcou pênalti. De canhota, Mancuello converteu. 

O duelo seguiu equilibrado, mas o Verdão conseguiu superar os erros para, através de um cruzamento, recuperar a vantagem ainda no primeiro tempo: Dudu mandou na medida e Hyoran marcou de cabeça. 

Domínio e redenção alviverdes

A Raposa não mostrava nem organização nem contundência para reagir. Nem quando Mano lançou Fred, De Arrascaeta e Rafael Sóbis a coisa andou. Os paulistanos mantiveram o controle do jogo e ainda foram atrás de mais gols. 

A busca por matar o jogo ganhou ainda a companhia do desejo de redenção, e Gustavo Gómez teve chance de se recuperar da falha que cometeu após, coincidência ou não, um rival (Marcelo Hermes) colocar a mão na área. Dessa vez corretamente, o árbitro marcou pênalti, e o zagueiro paraguaio cobrou no canto para vencer Rafael e mandar para a rede. 

A partir de então, não foi difícil para o Palmeiras segurar as pontas. Abatido, o Cruzeiro não reagiu, apesar da força de seus atacantes. Até Lucas Lima saiu de campo aplaudido em uma manhã que ainda teve "olé" e embaixadinhas de Deyverson para completar a festa palestrina no Pacaembu. 

_______________________

Mais de oGol.com.br

image beaconimage beaconimage beacon