Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Prass se aproxima de renovação e Egídio também negocia

Logotipo do(a) Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva 11/08/2017 Gazeta Esportiva

© Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press
Em baixa com a torcida do Palmeiras, Egídio pode seguir no Palestra em 2018. Com contrato se encerrando ao final do ano, o camisa 6 negocia sua renovação com o Verdão, mesma situação do goleiro Fernando Prass, que já tem tratativas avançadas com o clube.

O goleiro alviverde terá nova sequência como titular da equipe de Cuca, já que Jailson sofreu uma lesão no tendão do músculo do glúteo e ficará afastado por quatro semanas. Mesmo assim, o treinador fez questão de afastar a relação entre a retomada da titularidade e a renovação de contrato próxima.

“O time, nós temos muitas baixas, devido a batalha campal que tivemos. Perdemos o Jailson, que ficará fora por um tempo. Ainda bem que a gente já estava renovando com o Fernando Prass. Antes dessa contusão do Jailson, a negociação já estava em andamento, é bom o torcedor saber. Está nos nossos planos, além de nosso capitão é um cara exemplar”, disse Cuca, antes de comentar sobre a situação de Egídio.

“Os dois estão negociando. Não sei em que pé estão as tratativas. Eu, o presidente (Mauricio Galiotte) e o Alexandre Mattos nos reunimos e falamos do Fernando, do Egídio: ‘vamos renovar? Vamos’. Estão discutindo valores com a diretoria. Não é de agora”, completou.

Egídio vive momento conturbado no Palmeiras. O lateral foi apontado como um dos maiores culpados pela eliminação alviverde contra o Cruzeiro, pelas quartas de final da Copa do Brasil, que causou o pedido de demissão de Cuca, e ainda perdeu o pênalti decisivo que deixou o Verdão fora da Libertadores, nesta quarta-feira, contra o Barcelona de Guaiaquil.

Quanto aos contundidos, além de Jailson, Moisés tem um inchaço no joelho esquerdo (o mesmo de sua operação) por conta de uma pancada, está fora da partida de domingo, contra o Vasco, às 16h (de Brasília), no Raulino de Oliveira. O camisa 10, porém, deverá estar de volta na partida seguinte, contra a Chapecoense, no dia 20.

Mais de Gazeta Esportiva

image beaconimage beaconimage beacon