Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Cueva exalta confiança recebida do “pai” Ceni: “Nos trata como família”

Logotipo do(a) Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva 17/02/2017 Gazeta Esportiva
Titular no time de Rogério Ceni, Cueva tem a confiança do treinador (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press) © Fornecido por Gazeta Esportiva Titular no time de Rogério Ceni, Cueva tem a confiança do treinador (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Com pouco mais de um mês de trabalho, o elenco do São Paulo se transformou em uma “família”, sendo o técnico Rogério Ceni o seu patriarca, segundo o meia Christian Cueva. Em entrevista coletiva concedida na última quinta-feira, o peruano exaltou a forma com a qual os jogadores são tratados e a confiança que lhes é passada pelo ex-goleiro.

“Ele nos trata como família e se seu pai te dá confiança, você não pode falhar. E o Rogério nos brinca com ela”, relatou o camisa 10 do Tricolor, relembrando o trabalho que o treinador teve para elevar o moral da equipe após a derrota por 4 a 2 na estreia do Campeonato Paulista.

“O Rogério estava ao nosso lado no momento mais difícil quando perdemos para o Audax, foi quem levantou nossas cabeças. Essa confiança que ele nos dá é a coisa mais importante”, ressaltou o peruano.

Por conta de uma amigdalite, Cueva demorou um pouco mais do que seus companheiros para ter o primeiro contato profissional com Ceni, nos Estados Unidos, onde o São Paulo realizou a pré-temporada. Mas foi rápido para se adaptar ao novo comandante e entender sua filosofia de trabalho.

“Parece que o Rogério me dirige há anos. O trabalho do dia a dia é muito motivante, pela variedade dos treinos, a forma de aplicar e o perfil ganhador em 25 anos de carreira. Tem pouco mais de um mês com ele e já posso assimilar o que ele pede, e pode pedir mais a mim e todos os companheiros”, afirmou Cueva.

Após o baque do revés no primeiro jogo oficial do ano, o São Paulo se reergueu e conseguiu triunfos sobre Moto Club, pela Copa do Brasil, e Ponte Preta e Santos, pelo Estadual. Foi a primeira trinca de vitórias do time do Morumbi em mais de um ano e meio.

Cueva, porém, não se contenta. “Vencer três jogos consecutivos é importante, mas não podemos nos conformar, temos que buscar o quarto”, bradou. O desejo do peruano pode se realizar neste sábado, quando o Tricolor enfrenta o Mirassol, às 19h30 (de Brasília), no Morumbi, pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

Mais de Gazeta Esportiva

image beaconimage beaconimage beacon