Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Gol perdido, China, lista do Paulista... Palmeiras quebra a cabeça com Borja

Logotipo do(a) LANCE! LANCE! 12/02/2019 William Correia
Colombiano sofreu pênalti, perdeu oportunidade clara e saiu do Pacaembu com futuro indefinido (Luis Moura/WPP) © Fornecido por Areté Editorial S.A. Colombiano sofreu pênalti, perdeu oportunidade clara e saiu do Pacaembu com futuro indefinido (Luis Moura/WPP)

Nessa segunda-feira, o português Carlos Queiroz, recém-contratado técnico da seleção colombiana, esteve no Pacaembu para ver Borja na vitória do Palmeiras por 2 a 0 sobre o Bragantino e, também, conversar com Luiz Felipe Scolari. E saiu sorridente. Certamente, acabou constatando como o camisa 9, único a fazer dois gols no time neste ano e artilheiro do Paulista, da Libertadores e da equipe na temporada passada, faz a diretoria quebrar a cabeça.

Como informou o Globo Esporte, o Verdão já está ciente de que clubes da China estão interessado no centroavante. No momento, os dirigentes garantem que não há nenhuma negociação em curso. Mas sua saída não é descartada, o que complica, inclusive, a definição da lista de inscritos no Campeonato Paulista. Aliado a isso, a inconstância dele em campo pouco ajuda.

Borja sofreu o pênalti que Gustavo Scarpa converteu para fazer 2 a 0. Ainda assim, o colombiano tirou os torcedores do sério. Principalmente no começo do segundo tempo, quando estava na pequena área para aproveitar um rebote de chute de Dudu e, com o goleiro já batido no lance, conseguiu isolar.

Mas não foi possível ouvir o que o jogador pensa disso, já que deixou o Pacaembu sem dar entrevistas. Há dois anos, o Verdão desembolsou 10,5 milhões de dólares (cerca de R$ 33 milhões na época) pelo colombiano, que tem contrato até o final de 2021. Mas Borja, com 91 jogos e 33 gols pelo clube, sempre esteve longe de convencer. No momento, ainda existe a apreensão de uma oferta oficial que pode levá-lo à China.

Em meio à expectativa, fica complicado definir a lista do clube no Campeonato Paulista. Deyverson, outro centroavante, pegou uma suspensão de seis jogos por ter cuspido em Richard, do Corinthians, e só poderá voltar a atuar na última rodada da primeira fase, no fim de março. Arthur Cabral, recém-contratado do Ceará, se recupera de pubalgia. E Ricardo Goulart, principal candidato a ocupar a última vaga que resta, está perto de ser liberado após cirurgia no joelho direito, em outubro, e já disse ser meia-atacante.

- Estou pensando. Não posso falar nada ainda porque muita coisa pode acontecer de hoje para amanhã. Hoje, temos vida. Amanhã, não sabemos se temos a mesma vida. Vou esperando, vendo a evolução dos jogadores. O Goulart vem trabalhando bem, está melhor, tem uma chance boa. O Arthur agora está se recuperando, quem sabe daqui uns oito dias começa a treinar normalmente com a equipe. Vamos esperar - disse Felipão, ao comentar da vaga que resta para a primeira fase do Estadual, e, também, defendendo Borja.

- No dia a dia, o Borja se mostrou um bom jogador. Em determinados momentos, pode errar um gol, mas um centroavante que não erra gol não existe. E o segundo gol foi praticamente uma jogada dele. Em uma ou outra bola, não concluiu corretamente, mas, durante o jogo se portou muito bem. A atitude do Borja foi muito melhor do que em qualquer outro jogo.

Mais de Lance!

image beaconimage beaconimage beacon