Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Com um a mais, Botafogo vence Sol de América e abre vantagem na Sul-Americana

Logotipo do(a) oGol oGol 23/05/2019 ogol.com.br
Com um a mais, Botafogo vence Sol de América e abre vantagem na Sul-Americana © Divulgação / Conmebol Com um a mais, Botafogo vence Sol de América e abre vantagem na Sul-Americana

Em jogo duro, Botafogo foi até Assunção para enfrentar o Sol de América, pela segunda fase da Copa Sul-Americana. Com a bola rolando, uma expulsão na primeira etapa dos paraguaios trouxe a tranquilidade para o Alvinegro, que soube aproveitar a vantagem e venceu, por 1 a 0.

Com o triunfo, o time da Estrela Solitária precisa apenas de um empate no jogo de volta, que acontece na próxima quarta-feira, no Estádio Nilton Santos, para garantir a classificação às oitavas de final da competição continental.

Pênalti perdido e expulsão

O jogo começou amarrado em Assunção. Faltas duras marcaram o início de partida. Tanto que logo aos três minutos, Pardo recebeu o primeiro cartão amarelo do confronto, por falta dura em Léo Valencia.

Muitas faltas e poucas jogadas trabalhadas. Foi assim até aos 19, quando Alex Santana e Joel Carli bobearam na entrada da área. Na sequência, Gabriel foi tentar afastar com o chutão, mas acertou a bola e o adversário. Pênalti marcado. Na cobrança, Clar foi com estilo, mas caprichou demais e acertou o travessão.

Mesmo com desperdício da penalidade, o Sol de América sentiu o bom momento e partiu para uma pressão sobre o Botafogo. Aos 25, após mais um erro de Alex Santana na saída de bola, Ruíz Díaz entrou livre na área, bateu forte e parou em grande defesa de Gatito Fernández.

No melhor momento paraguaio no duelo, Pardo tratou de dar outra entrada violenta. Desta vez, a vítima foi o lateral direito Fernando. O atacante recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Um alívio para o Alvinegro, que estava sendo pressionado e passou a ter um jogador a mais em campo.

Demorou para o Glorioso fazer valer a vantagem numérica. Só aos 47, a equipe de General Severiano conseguiu assustar os paraguaios. Após boa triangulação, Cícero colocou Diego Souza na cara do goleiro. O camisa 7 tentou bater firme, mas Escobar fechou o ângulo e salvou o time da casa.

Vantagem aproveitada

Com um jogador a mais, o Bota conseguiu ser mais perigoso na segunda etapa. Erik recebeu na cara do gol, passou pelo arqueiro paraguaio, mas ficou sem ângulo. Na sequência, o atacante cruzou para Diego Souza, que finalizou, mas a bola foi cortada em cima da linha. A sobra ficou com Alex Santana, que, de voleio, mandou para fora.

A posse de bola era toda brasileira. Se na primeira etapa o Sol de América pressionou a saída de bola alvinegra, na volta do intervalo os donos da casa sequer ultrapassavam a linha divisória do gramado.

O time da casa foi perdendo intensidade e tentou esfriar a partida. Porém, do outro lado tem o artilheiro da Copa Sul-Americana. Aos 27, Erik aproveitou falha de Escobar, e, de voleio, marcou seu quarto gol na competição, abrindo o placar no Paraguai. Botafogo na frente.

A situação alvinegra, que já era tranquila, ficou ainda mais com a liderança do marcador. Os comandados de Eduardo Barroca passaram a trocar passes e manter a posse de bola no campo ofensivo. Aos 36, quase o segundo. Diego Souza aproveitou cruzamento da direita e finalizou. A bola pegou na defesa paraguaia e saiu pela linha de fundo.

Com o jogo caminhando para o fim, ainda deu tempo de Jean, que acabara de entrar, acertar o braço no rosto do adversário e ser expulso. A expulsão, porém, não mudou a história do confronto. Fim de jogo e vitória alvinegra em Assunção.

Vídeo: Copa América: relembre os artilheiros do passado (LANCE!)

Repetir vídeo
A SEGUIR
1
Cancelar
A SEGUIR
A SEGUIR

Quer receber as principais notícias do MSN Brasil pelo Facebook Messenger?
Inscreva-se agora.

Mais de oGol.com.br

image beaconimage beaconimage beacon