Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Brasil conquista virada heroica sobre a França e vai à final do Mundial sub-17

Logotipo do(a) Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva 15/11/2019 Gazeta Esportiva

© Foto: Alexandre Loureiro/CBF

Seleção Brasileira está na final do Mundial sub-17. Nesta quinta-feira, a equipe anfitriã do torneio conquistou uma vitória heroica, de virada, sobre a França, pela semifinal, no Estádio Bezerrão, em Gama (DF), pelo placar de 3 a 2. Kalimuendo-Muinga e Mbuku abriram o marcador para os europeus, enquanto Kaio Jorge, Gabriel Veron e Lázaro garantiram o triunfo sul-americano.

O time verde-amarelo viu os franceses atropelarem nos minutos iniciais e abrirem dois gols de vantagem logo no começo da partida. Passado o baque, o Brasil foi atrás do prejuízo e conseguiu empatar na segunda etapa. No final do jogo, susto com um gol adversário invalidado e êxtase com o tento da virada. 

Agora, a Seleção Brasileira disputa o título da competição com o México no domingo (17), às 19h (de Brasília). No mesmo dia, às 15h, França e Holanda duelam pelo terceiro lugar. Ambas as partidas serão realizadas no Bezerrão.

O jogo

Mesmo jogando contra a equipe anfitriã, a seleção francesa começou a partida avassaladora. Assustando os brasileiros desde os primeiros minutos, não demorou para os Bleus abrirem o placar. Aos seis minutos, Kalimuendo-Muinga recebeu bom passe de Aouchiche e bateu rasteiro para tirar o zero do marcador.

Os visitantes ampliaram a vantagem apenas seis minutos depois. Mbuku tabelou com Pembele pelo lado esquerdo, invadiu a área, driblou dois marcadores e finalizou na saída de Matheus Donelli: 2 a 0 em menos de 15 minutos de partida.

No final da primeira etapa, a Seleção Brasileira quase teve a chance de diminuir a diferença. Aos 43 minutos, Yan fez  jogada pela direita, levou um carrinho de Mbuku dentro da área e viu o árbitro assinalar a penalidade máxima. Após a revisão no VAR, porém, o juiz voltou atrás e anulou a marcação.

O Brasil voltou à disputa aos 16 minutos da etapa final. Após cobrança de escanteio, a defesa francesa falhou ao tentar o corte e deixou a bola voltar ao meio da área. Então, Henri cabeceou e Kaio Jorge completou para descontar. Aos 30, o empate. Daniel Cabral evitou o contra-ataque, fez grande jogada pela esquerda e cruzou. Yan bateu cruzado, Zinga deu rebote e Gabriel Veron completou de primeira, deixando tudo igual.

Nos minutos finais, a equipe verde-amarela foi do céu ao inferno. Aos 42, Matsima balançou as redes, mas a arbitragem pegou impedimento e anulou o gol. No lance seguinte, Matheus Donelli lançou para o ataque, a defesa francesa bobeou, Lázaro dominou, cortou o adversário e chutou firme para garantir a classificação dos donos da casa.

Nos pênaltis, México elimina Holanda e garante vaga na decisão

Mais cedo nesta quinta-feira, o México garantiu a classificação para a final da Copa do Mundo Sub-17 ao bater a Holanda na disputa de pênaltis. No tempo regulamentar, o placar ficou em 1 a 1, com gols marcados por Regger, para os holandeses, e Álvarez, para os mexicanos. Nas penalidades, o goleiro García defendeu três cobranças e garantiu a vitória dos latinos por 4 a 3.

FICHA TÉCNICA

FRANÇA 2 X 3 BRASIL

Local: Estádio Bezerrão, em Gama (DF)

Data: 14 de novembro de 2019 (Quinta-feira)

Horário: 20h (de Brasília)

Árbitro: Ivan Barton (El Salvador)

Assistentes: David Moran Santos (El Salvador) e Zachari Zeegelaar (Suriname)

VAR: Ricardo de Burgos (Espanha)

Cartões amarelos: Daniel Cabral, Lázaro (Brasil); Matsima, Soppy (França)

Gols: Kaio Jorge, aos 16 minutos do segundo tempo; Gabriel Veron, aos 30 minutos do segundo tempo; Lázaro, aos 43 minutos do segundo tempo (Brasil); Kalimuendo-Muinga, aos seis minutos do primeiro tempo; Mbuku, aos 12 minutos do primeiro tempo (França)

FRANÇA: Melvin Zinga, Pembele, Matsima, Kouassi e Soppy; Millot (Hassan), Aouchiche e Ahamada; Kalimuendo-Muinga (Lepenant), Mbuku e Lihadji

Técnico: Jean-Claude Giuntini

BRASIL: Matheus Donelli; Yan (Sandry), Henri, Luan Patrick e Patryck; Daniel Cabral, Diego Rosa (Lázaro) e João Peglow; Pedro Lucas (Garcia), Gabriel Veron e Kaio Jorge.

Técnico: Guilherme Dalla Déa

Vídeo: Thiago Neves admite vontade de jogar no Corinthians (Perform)

Repetir vídeo

Mais de Gazeta Esportiva

image beaconimage beaconimage beacon