Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Decreto de Bolsonaro muda divisão de recursos da Timemania e beneficia 'Times do coração'

Logotipo do(a) Estadão Estadão 14/01/2022 Lorenna Rodrigues

Quer se manter informado, ter acesso a mais de 60 colunistas e reportagens exclusivas?Assine o Estadão aqui!

O presidente Jair Bolsonaro editou decreto que muda a divisão entre os clubes de futebol dos recursos arrecadados com a loteria Timemania, da Caixa. As mudanças beneficiarão os “Times do Coração”, clubes que são escolhidos pelos apostadores. Times da série B e C também passarão a receber uma fatia maior dos recursos.

Pelo novo texto, a divisão dos recursos que cabem aos clubes será feita da seguinte forma: metade será dividida para os “Times do Coração”, indicados pelos apostadores no momento da aposta. Os times receberão recursos de acordo com a proporção em que forem indicados, ou seja, clubes com mais torcedores tendem a ser beneficiados. Anteriormente, apenas 2% do montante destinado aos clubes eram dados proporcionalmente aos times indicados pelos apostadores.

Em caso de derrota nas eleições 2022 ou no término de um eventual 2º mandato em 2026, Bolsonaro não seria obrigado a estar na posse do sucessor. © Dida Sampaio/Estadão Em caso de derrota nas eleições 2022 ou no término de um eventual 2º mandato em 2026, Bolsonaro não seria obrigado a estar na posse do sucessor.

Já a outra metade dos recursos será dividida igualmente entre times das séries A, B, C e times de futebol profissional qualificados no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), até que se complete o número de 80 clubes. Antes, os clubes da série A recebiam 65% do total arrecadado com as apostas que iam para os times, a maior fatia. Já os times da série B ficavam com 8% e os outros 2% eram divididos entre os clubes restantes.

“Com a mudança, espera-se maior engajamento e participação dos clubes de futebol na divulgação da Timemania para o seu torcedor que, ao realizar a aposta, contribui para o time de sua preferência”, afirma nota da Secretaria Geral.

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon