Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Futebol pode sofrer mudanças e ganhar três novas regras

Logotipo do(a) LANCE! LANCE! 02/11/2018 LANCE!
A terceira medida seria uma flexibilização maior quando é mão na bola (Foto: AFP/Patrik Stollarz) © Fornecido por Areté Editorial S/A A terceira medida seria uma flexibilização maior quando é mão na bola (Foto: AFP/Patrik Stollarz)

Novas regras podem ser estipuladas no futebol. Segundo o jornal inglês 'The Telegraph', a IFAB (International Football Association Board), órgão da Fifa que regulamente as regras, está considerando novas regras para o futebol. São três novas regras que vão ser analisadas: o fim do rebote nas penalidades, flexibilização quando a bola bate na mão e que o jogador, ao ser substituído, possa sair em qualquer área do campo e imediatamente. No dia 6 de novembro, em Londres, a IFBA vai se reunir para debater as novas medidas.

Sem rebote

Uma das possíveis novidades seria acabar com o rebote nas penalidades. As regras dos pênaltis durante o jogo seria igual a de uma disputa de pênaltis, isto é, em caso do jogador cobrar a penalidade, a bola pegar na trave ou o goleiro defender, o atleta não poderia fazer o gol de rebote.

Diminuir a cera

Para tentar evitar o tempo perdido em substituições e a famosa "cera" na hora em que um jogador é substituído, a IFBA quer estipular que o jogador possa sair por qualquer lado do campo e imediatamente, sem precisar ir até o banco de reservas. Outra medida seria a de que o cronômetro seja parado, enquanto aconteça perdas de tempo intencionais.

Mão na bola

A entidade também quer eliminar a palavra "deliberadamente" do regulamento, em relação a mão na bola. A lei 12 das Regas do Jogo atesta que será marcado uma falta ou um pênalti, quando o jogador tocar na "bola deliberadamente com as mãos".

A IFAB quer que, ao invés de deliberadamente, se diga posição natural ou não do braço no momento do contato com a bola. Isso pode gerar polêmica, pois vai ficar a encargo do juiz definir o que é um movimento natural ou não. Além de que os jogadores podem buscar uma vantagem de chutar a bola propositalmente no braço do adversário. Outra regra nova seria a de anular qualquer gol que tenha batido na mão de um jogador.

Mais de Lance!

image beaconimage beaconimage beacon