Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Sob risco? Jesualdo perde 'aliados' nos bastidores do Santos; entenda o cenário

Logotipo do(a) 90min 90min 01/08/2020 Nathalia Almeida
Santos v Delfin - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 © Wagner Meier/Getty Images Santos v Delfin - Copa CONMEBOL Libertadores 2020

Nome escolhido 'a dedo' pelo Santos após a saída de Jorge Sampaoli, Jesualdo Ferreira já não é mais unanimidade nos bastidores do clube. Apesar de ter sua postura profissional e ética de trabalho elogiadas pelo torcedor, o comandante luso não conta com o mesmo respaldo nos bastidores alvinegros, ainda mais turbulentos após a queda precoce no Paulistão.

De acordo com a apuração do UOL Esportes, inúmeros dirigentes estão insatisfeitos com a perda de identidade da equipe em relação à temporada passada, avaliando que Jesualdo mexeu demais na forma de jogo de um time que estava praticamente 'pronto' e sem grandes perdas. As baixas no plantel começam a se desenhar agora, devido aos atrasos salariais e brigas na Justiça.

Defensa y Justicia v Santos - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 © MinuteMedia Defensa y Justicia v Santos - Copa CONMEBOL Libertadores 2020

Apesar da ala de 'insatisfeitos' com Jesualdo estar crescendo nos corredores da Vila Belmiro, a alta cúpula alvinegra é favorável à manutenção. O principal defensor do luso é o superintendente de futebol santista, William Thomas, que teve papel importantíssimo na negociação que trouxe o comandante ao Brasil. Bastante influente junto aos 'homens fortes' do clube - principalmente em relação à José Carlos Peres -, William é quem tem a 'palavra final' sobre a situação de Jesualdo.

Nova reunião programada para este sábado

Santos v Red Bull Bragantino - Paulista State League © MinuteMedia Santos v Red Bull Bragantino - Paulista State League

De acordo com a apuração da Gazeta Esportiva, uma nova reunião será realizada neste sábado (1º), para discutir a situação de Jesualdo na Vila Belmiro. Apesar de remota, há chance de uma troca de comando, justamente por conta da pressão de membros do Comitê Gestor.

Fatores que pesam contra a saída do comandante luso é a proximidade do início do Brasileirão e a dívida que uma demissão implicaria neste momento.

More from 90min

image beaconimage beaconimage beacon