Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Testemunha diz que Globo está entre emissoras que subornaram dirigentes

Logotipo do(a) LANCE! LANCE! 14/11/2017 LANCE!
(Foto: Reprodução) © Fornecido por Areté Editorial S/A (Foto: Reprodução)

Testemunha do julgamento que tem como réus os ex-presidentes da CBF, José Maria Marin, da Conmebol, Juan Ángel Napout, e da Federação Peruana, Manuel Burga, Alejandro Burzaco, ex-executivo da empresa de marketing esportivo Torneos y Competencias, deu depoimento nesta terça-feira e incriminou várias emissoras de TV como participantes de um esquema de suborno a dirigentes para obtenção de direitos de transmissão. E Burzaco colocou até a Globo no meio.

Além da emissora brasileira, Burzaco - segundo o site Bloomberg - citou as mexicanas Televisa e Fox Sports. O ex-executivo ainda citou a atuação das empresas Traffic e Mediapro.

EMISSORA NEGA

Em nota, a Globo rebateu o depoimento de Burzaco.

"Sobre depoimento ocorrido em Nova York, no julgamento do caso Fifa pela Justiça dos Estados Unidos, o Grupo Globo afirma veementemente que não pratica nem tolera qualquer pagamento de propina. Esclarece que após mais de dois anos de investigação não é parte nos processos que correm na Justiça americana. Em suas amplas investigações internas, apurou que jamais realizou pagamentos que não os previstos nos contratos. Por outro lado, o Grupo Globo se colocará plenamente à disposição das autoridades americanas para que tudo seja esclarecido. Para a Globo, isso é uma questão de honra. Não seria diferente, mas é fundamental garantir aos leitores, ouvintes e espectadores do Grupo Globo que o noticiário a respeito será divulgado com a transparência que o jornalismo exige".

Mais de LANCE!

image beaconimage beaconimage beacon