Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

As homenagens a Bebeto de Freitas nas redes sociais

Logotipo do(a) VEJA.com VEJA.com 13/03/2018 Luiz Felipe Castro
Botafogo homenageou seu ex-presidente Bebeto de Freitas © Twitter Botafogo homenageou seu ex-presidente Bebeto de Freitas

Clubes, federações, atletas e ex-jogadores lamentaram a morte de Bebeto de Freitas nesta terça-feira. O ícone do vôlei brasileiro e dirigente de futebol não resistiu a um ataque cardíaco na Cidade do Galo, o centro de treinamento do Atlético-MG, da qual era diretor.

Bruno Rezende, atual levantador e capitão da seleção brasileira, os campeões olímpicos Nalbert e Giba e a ex-jogadora Ana Paula Henkel, se pronunciaram logo após a confirmação da triste notícia.

“Sem palavras! Uma grande pessoa e uma das mais importantes do vôlei brasileiro de todos os tempos! Descanse em paz, Bebeto”, escreveu Bruninho, filho de Bernardinho, que foi dirigido por Bebeto na seleção vice-campeã olímpica em Los Angeles-1984.

Nalbert, por sua vez, se mostrou chocado com a notícia. “Meu Deus!!!! Por favor, diz que é mentira essa notícia sobre o Bebeto de Freitas!!!!! Bebeto é ídolo, monstro do nosso esporte!! Jesus…”

“Bebeto brilhou como jogador e técnico nas quadras do Brasil e do mundo. Em 1984, mudou todo o curso do vôlei nacional nos colocando no topo do esporte, onde permanecemos até hj”, escreveu Ana Paula. “Bebeto deixa um grande legado e exemplo de profundo amor e dedicação ao esporte. O vôlei mundial perde um companheiro insubstituível, parceiro de décadas de luta e superação, mas sei também que o esporte como um todo se despede de um grande profissional”, completou.

“Que dia triste… acabei de saber que Bebeto de Freitas nos deixou. Um dos maiores técnicos do vôlei brasileiro e mundial. Obrigado por tudo que você fez pelo nosso esporte. Se o vôlei brasileiro chegou até onde está, certamente devemos muito a você, Bebeto. Descanse em paz!”, escreveu Giba. 

O Atlético Mineiro, do qual era diretor, e o Botafogo, seu clube do coração e o qual presidiu entre 2003 e 2008, declararam luto de três dias. O ex-presidente do Galo e atual prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que participou da reunião em que Bebeto passou mal, também expressou sua tristeza.

A CBV, as federações de futebol de Minas e do Rio de Janeiro, e vários clubes de futebol do país também prestaram solidariedade nas redes sociais.

Mais de Veja.com

image beaconimage beaconimage beacon