Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Irmã critica estilista por expor imagem de Marielle sem licença no SPFW

Logotipo do(a) Veja São Paulo Veja São Paulo 30/04/2019 Redação VEJA São Paulo
© Reprodução

O estilista Ronaldo Fraga levou à São Paulo Fashion Week na última sexta-feira (26) uma coleção inspirada nos painéis Guerra e Paz, de Candido Portinari. Entre as peças utilizadas pelos modelos, algumas continham o rosto de Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro assassinada no ano passado, com marcas de tiro, sangue e um alvo na testa.

A irmã da política, Anielle Franco, utilizou o Instagram para questionar o estilista. “Alguém falou com algum membro da família para usar a imagem dela assim? Não que eu, irmão, saiba“, argumentou. Disse ainda que a imagem de Marielle estava sendo utilizada como marketing.

Visualizar esta foto no Instagram.

Nos últimos dias fui bombardeada com uma enxurrada de mensagens e fotos sobre o desfile da fashion week e sobre a coleção do @fragaronaldo. Eu realmente não entendo quase nada de como funciona o mundo da moda. Mas me incomodei com a imagem da minha irmã sendo mais uma vez exposta sem aviso prévio da família. Mas o meu incômodo nunca foi só esse. E sim, o fato de muita gente usar a imagem dela de forma errada. Eu entendo que ela é gigante e sempre será. Mas as pessoas precisam entender que a morte da Mari vai muito além de ideologia política e que por trás dessa morte existe uma FAMÍLIA DESPEDAÇADA que ainda hoje sofre com essa violência. Essa guerra de valores que estamos vivendo tem lado, e quase sempre o lado esquecido, é o lado do negro, pobre, homo, trans e etc! Isso sim me incomoda mais do que qualquer outra coisa. E com toda essa indignação, eu não medi esforços para postar, falar, fazer stories e comentar sobre esse caso. Até que hoje, de maneira sensata e digna, recebo uma ligação do próprio Ronaldo Fraga, pedindo desculpas por não ter entrado em contato anteriormente com a família. Me explicou o que o motivou a fazer tal coleção, e disse que tais itens NÃO SERÃO comercializados e que ainda serão enviados aos meus pais. Que essa atitude dele seja reconhecida. Em tempos de fascismo, ódio, e fake news, agradeço a ele por sua forma de pensar, empatia e sensibilidade em se preocupar com a família mesmo após toda essa repercussão. E que isso sirva de aprendizado e aviso, pra dizer que a família não permitirá a exposição indevida da imagem de Marielle! @fragaronaldo obrigada por sua postura em nos procurar!

Uma publicação compartilhada por Anielle Franco (@aniellefranco) em

Com a repercussão negativa, o estilista mineiro também foi às redes sociais para se explicar. Fraga afirmou que entrou em contato com Anielle e relatou que “a luta dos dois era a mesma”. Ainda comentou a motivação para sua coleção:”Se Portinari fosse pintar o Guerra e Paz hoje, com certeza não iria ignorar o genocídio de negros e pobres nesse país.

View this post on Instagram

A post shared by Ronaldo Fraga (@fragaronaldo) on Apr 28, 2019 at 9:56am PDT

Depois do contato de Fraga, Anielle encerrou a polêmica. “Ele me explicou o que o motivou a fazer tal coleção. Disse que tais itens não serão comercializados e que ainda serão enviados aos meus pais“, contou. Finalizou falando que espera que o episódio sirva de lição, e que a família não permitirá que a imagem de Marielle seja utilizada de forma indevida.

________________________________

Quer receber as principais notícias do MSN Brasil pelo Facebook Messenger?
Inscreva-se agora.

Mais em Veja São Paulo

image beaconimage beaconimage beacon