Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Entenda o que significam Lua Azul, Superlua e Lua de Sangue

Logotipo do(a) Personare Personare 31/01/2018 Vanessa Tuleski
Entenda o que significam Lua Azul, Superlua e Lua de Sangue © Istockphoto Entenda o que significam Lua Azul, Superlua e Lua de Sangue

O dia 31 de janeiro vai reunir três fenômenos lunares: a condição de Lua de Sangue, de Lua Azul e de Superlua. Os eventos vão ocorrer na mesma noite e despertam bastante curiosidade. Todas as vezes em que se sabe que vai haver uma Lua Azul, uma Lua de Sangue ou uma Super Lua, as pessoas se perguntam se a Astrologia pode ajudar a compreender o momento e se ocorrerá algo de diferente em função da posição dos astros. Entenda o que cada uma das três luas significa e os seus efeitos.

Lua Azul

Apesar do belo nome, trata-se apenas da segunda Lua cheia do mês. Estando, portanto, mais ligada ao calendário gregoriano, adotado pela maioria dos países, do que propriamente à Astrologia. Deve ser entendida, portanto, como uma fase lunar cheia. Esta fase - de Lua Cheia - reverbera o que está no céu astrológico como um todo. Sendo assim, se o céu está animado, ficamos ainda mais extrovertidos. Se há um céu explosivo e irritável, será ampliado, e as emoções ficam mais evidenciadas.

Superlua

O termo foi usado pelo astrólogo Richard Nolle, em 1979, e diz respeito à Lua estar 90% próxima de seu perigeu - ponto na órbita de um astro em que ele fica mais próxima do nosso planeta. É uma Lua cheia, só que "maior", mais próxima da Terra.

Há quem diga que a verdadeira Superlua deveria estar 99% próxima do perigeu, como foi o caso da que ocorreu no dia 1º de janeiro de 2018. Dentro dos critérios de Nolle, contudo, ocorrem cerca de uma a seis Superluas por ano. Alguns astrólogos tendem a associá-la a um aumento de catástrofes naturais no período de até cinco dias antes e depois dela. Porém, não há consenso na comunidade astrológica sobre se ela realmente teria efeitos de "Superlua" ou se há apenas uma Lua cheia que aparenta ser maior e mais brilhante vista da Terra, e que depende do restante do céu como um todo. Além disso, como qualquer Lua Cheia, ela vai amplificar o que estiver no céu.

Como ver a Superlua?

Astrônomos aconselham dois horários como os mais propícios para admirar o fenômeno da Superlua: um pouco antes de a Lua se por no horizonte ou minutos após ela surgir no céu, no início da noite. O que permitiria vê-la mais brilhante e maior, devido à comparação que os olhos fazem com elementos como prédios e montanhas.

Não demanda muito esforço para ver um eclipse. Identifique o ponto cardeal leste, que é onde o Sol e a Lua nascem. Mesmo que você não saiba onde fica, olhe para onde o Sol está se pondo no horizonte. O leste estará exatamente o inverso, às suas costas.

Lua de Sangue

É a Lua Cheia em que ocorre um eclipse lunar total, em que este astro fica ocultado pela sombra da Terra, o que faz com que a Lua exiba uma coloração avermelhada. Daí, o apelido "Lua de sangue". Apesar do nome um tanto assustador, o mais importante é entender que se trata de um eclipse da Lua, evento que tende a mexer com o inconsciente. Os eclipses são fenômenos importantes envolvendo Sol e Lua.

Os eclipses lunares, como é o caso da Lua de Sangue, ocultam a Lua. A Lua, na Astrologia, rege o passado, aquilo que é conhecido. Portanto, no eclipse lunar, há um convite ou acontecimento para se deixar algo do passado ou algo a que você esteja habituado. O importante é entender que haverá um espaço de até seis meses para isto acontecer. E que é mais significativo quando um eclipse cai até 3 graus de um planeta seu. (Veja sua Amostra Mini e observe o posicionamento dos planetas em graus).

Caso você tenha a Lua em Leão, na Casa 6, dos empregados, no grau 9. O eclipse lunar vai acontecer no grau 11:37 de Leão. Ou seja, até 3 graus da sua Lua. Vamos supor que você tenha um funcionário muito querido.... No período de seis meses, até 31/07, talvez ele lhe comunique que pretende deixar o emprego. Essa pessoa é uma presença enraizada na sua vida, e o deixará. Ou seja, o passado foi mexido. Neste caso, em relação a Lua, ligado a uma pessoa com quem você estabeleceu um vínculo.

Caso esse mesmo eclipse caísse até 3 graus do seu Urano, na Casa 6, que é uma casa de trabalho, talvez, um sistema (Urano rege tecnologia) fosse descontinuado para entrar um outro totalmente novo. Ou seja, um outro rompimento com o passado.

Sendo assim, as semanas que antecedem e precedem um eclipse tendem a gerar um tanto de dúvidas e incertezas ou pouca clareza nos acontecimentos deste período.

Dia 31 de janeiro de 2018 reúne os três fenômenos

O dia 31 de janeiro tem a particularidade de reunir os três nomes: é uma Lua Azul (ou seja, a segunda Lua cheia do mês, uma simples questão de calendário), uma "Lua de Sangue (eclipse lunar total, que nesta data será visível no leste asiático, Oceania e oeste da América do Norte) e uma Super Lua (proximidade de 90% com o perigeu). Ocorre no grau 11:37 de Leão. Sendo, portanto, significativa, nos seis meses seguintes, para quem tem pontos ou planetas entre 8 a 14 graus de Leão e Aquário.

De todos os fenômenos, o mais importante mesmo é o eclipse lunar (chamado também de Lua de Sangue), já que a Lua Azul (segunda Lua Cheia do mês) não tem relevância do ponto de vista da Astrologia e a Superlua não tem comprovação astrológica e um consenso de que se trata de uma Lua cheia mais potente que outras. 

Confira também:

+ Descubra as previsões da Numerologia, Astrologia e Tarot para sua vida em 2018.

+ Matéria Astrologia: quais profissões são indicadas para você?

+ Leia as previsões do Tarot para 2018.

+ Antes de definir metas para 2018, harmonize suas energias.



Mais de Personare

image beaconimage beaconimage beacon