Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

12 formas de lidar com o fim do relacionamento

Logotipo do(a) Superela Superela 06/02/2018 Márcio Câmara
12 formas de lidar com o fim do relacionamento © Reprodução 12 formas de lidar com o fim do relacionamento

Você estava vivendo seu relacionamento. Não estava uma maravilha, e você tinha esperanças de que tudo voltasse ao ritmo de antes, quando tudo estava bem. Até aquele momento em que ele pediu para conversar com você. Você sentiu que o pior estava chegando. Tentou fugir, deixar a conversa para depois, para não ter que enfrentar o pior.

O pensamento “E o que será da minha vida?”, “Não sei o que vou fazer sem ele na minha vida!”, “Eu amo demais e agora ele vai terminar comigo” são os tipos de pensamentos que rondam sua cabeça. E por mais que tentasse mudar a situação, o pior aconteceu. E muitas vezes, da pior maneira possível. Talvez, ele não tenha tido o tato para por um ponto final na linda história de vocês e, como você não queria se encontrar com ele, ele acabou terminando por telefone, ou pior, por WhatsApp.

Chiquita de mi corazón, nesse artigo, você vai ver como lidar com o fim do relacionamento. Continue lendo para saber mais sobre:

  • Como não lidar com o fim do relacionamento
  • Não faça isso. JAMAIS!
  • Como lidar com o fim do relacionamento
  • Faça isso. SEMPRE!
  • E muito mais…

Está gostando do que está lendo? Gostou do que está por vir? Compartilhe com suas amigas, assim, elas também podem saber como lidar com o fim do relacionamento.

Bora para o artigo!

Antes de saber como lidar com o fim do seu relacionamento é importante saber como não lidar com o fim do seu relacionamento.

“Ué, não tô entendendo, Márcio! Você sempre diz que é mais importante a gente saber o que fazer e não que não fazer. Agora, você está me dizendo isso? Contraditório, não?”

Quando o assunto é fim de relacionamento é importante saber o que fazer e também é importante saber o que não fazer. Algumas vezes, por não saber o que não fazer, algumas chiquitas acreditam que estão fazendo algo que é reconfortante para elas e, lá na frente, elas vão se arrepender amargamente!

E é somente por isso que vamos falar sobre o que não deve ser feito também. Fique ligada porque tem dois comportamentos superimportantes. O primeiro, você não deve seguir. O segundo, você deve fazer sempre. Até quando começar a namorar de novo! Eu sei que você talvez pense que não vai mais conseguir ninguém. Segura a emoção, bora comigo nesse artigo que você vai dar a volta por cima sim. Bora lá!

Como NÃO lidar com o fim do relacionamento:

Somente para corroborar, bora entender que o que está aqui, se você fizer, pode se machucar muito e se dar mal, chiquita!

1. Lembrar dos bons momentos

“Ah, Márcio, ele foi tão bom para mim!”, “Ele era carinhoso, amável, fazia tudo o que eu queria”, “Ele era um príncipe”.

NNNNÃÃÃÃOOOO!

Lembrar dos bons momentos vai fazer você reviver os bons momentos do relacionamento. Você vai voltar a sentir coisas boas por ele. Se o que você quer é por um ponto final nessa história e começar a construir uma nova vida somente sua, sem a presença dele, precisa se lembrar das coisas ruins, das partes chatas, das coisas que você odiava, da bagunça dele, sei lá! Tenha sempre em mente as coisas que você não gostava no relacionamento.

Ele foi sacana com você e traiu você? Lembre-se disso. Com sua melhor amiga? Ah, cafajeste! Ele roubou você? Vá até a polícia! Ele agrediu você? Denuncie!

Pode ser ruim ter que se lembrar dos momentos negativos de um relacionamento, é a parte chata. Para dar um ponto final, isso tem que estar vivo em você, do contrário, você vai continuar achando que ele é um príncipe. E quem acha, não sabe!

E sabe o que pode ser ainda pior se você só se lembrar dos bons momentos? Você começa a idealizar um relacionamento que já estava ruim, que já não tinha mais sentido e que, no fundo, só estava fazendo mal para você.

2. Levar para o lado pessoal

“Ah, não, Márcio! Você tá me tirando? Só pode! Se ele terminou comigo, é claro que é pessoal! Ele terminou comigo, não com outra!”

Chiquita, eu sei que pode ser o caso. E se ele terminou com você porque quer coisas diferentes de você? Será que não foram seus objetivos de vida que fizeram vocês se separarem? Muitas vezes, isso pode ser o fato de o relacionamento ter chegado ao fim. E por mais que cause muita dor, é melhor terminar enquanto é cedo. Imagina lá na frente, tudo mudar por conta de objetivos diferentes de vida. Quem sabe ele não quer viver uma vida de cigano, morando cada mês em uma cidade, ou país, diferente? Enquanto, tudo o que você quer é ter sua família, feliz, em único lugar no mundo? Tudo pode ser, Chiquita.

O mais importante aqui é você entender que o fim tem duas opções: ou se torna o fim ou se torna um novo começo! É você quem vai dar o tom da sua vida daqui para frente. Se encarar como fim, pode ser que veja a vida com mais dificuldade. Se encarar como um novo começo, pode ser que tenha mais facilidade para se levantar e seguir adiante. É você quem escolhe e se compromete com o seu futuro.

3. Evitar a tristeza

Sabe aquele papo de que o ser humano é um ser racional? Então, não é 100% verdade. Somos mais seres emocionais que racionais. É verdade que somos racionais, pois somos capazes de racionalizar muita coisa. Porém somos muito mais emocionais que racionais. Então, evitar a tristeza do fim do relacionamento é evitar a emoção que você está sentindo. É evitar você. Se você está se sentindo triste, sinta sua tristeza. Ela pode ser positiva se você souber usá-la. O que eu recomendo que você não faça é usar sua tristeza para trazer mais problemas para você.

“Como seria isso, Márcio?”

Isso seria, por exemplo, usar sua tristeza para se embebedar e no meio da bebedeira descobriu que tinha outra em seu lugar mandar mensagem para ele chorando, dizendo que está com saudades, que quer voltar e, muitas vezes, se humilhando como um cachorrinho pidão!

Viva sua tristeza, viva sua emoção, sozinha ou com amigas. Muito cuidado para não fazer da sua tristeza sua aliada de vida e viver o resto da vida assim. Viva sua tristeza por um tempo, cure-se e bola para frente. Segue o baile!

4. STALK, o pesadelo do fim do relacionamento

Se juntar os 3 pontos anteriores, cairá aqui. Ou seja, se lembrar dos bons momentos, você vai querer entrar na rede social dele para saber se as fotos ainda estão lá. E aqui você cai em uma armadilha. Porque se as fotos ainda estão lá, você começa a criar uma expectativa muito grande de que é possível voltar e começa a se enganar. Veja bem, você mesma começa a se enganar. E se as fotos não estão, você começa a ficar P da vida, porque começa a pensar que ele já superou você. Você começa a Levar para o pessoal. Fica ofendida e, com isso, vai querer evitar a tristeza. Vai buscar solução no álcool, drogas, diversões frenéticas, em coisas totalmente externas a você. E tudo que está fora de você, é somente o efeito da sua vida, não a causa.

Facebook? Não! Twitter? Não! Whatsapp? Nem pensar! Instagram? Desista! Dê “unfollow”, “deixe de seguir”, “não curta”, “não seja mais amiga”, “bloqueie”. É a melhor saída para lidar com o fim do relacionamento.

“Poxa, Márcio, isso é para sempre?”

Quando você tiver superado, aí a conversa será outra. Isso é conversa para depois, não pra agora!

5. NÃO FAÇA ISSO. JAMAIS!

O pior erro que você pode cometer, Chiquita de mi corazón, no fim de relacionamento é procurar um amor para curar o outro. Isso tem nome e sobrenome. E posso garantir para você que não é “Amor da minha vida”. O nome disso é “Carência das brabas”.

“Nada, Márcio. Eu tenho saudades dele. Como ele não quer, procuro outro. É somente isso! JURO”

Aham. Se engana que você gosta! Carência das brabas. Isso é o seu ego doído porque ele deixou você. Simplesmente porque você levou para o lado pessoal. E como você quer provar para ele que você está melhor que ele e que você não precisa dele, que ele é um cafajeste, um FDP pesado, você quer estar com outros. Nada pior, Chiquita.

Você, que está toda bagunçada por dentro, vai querer ficar com outro cara que você nem sabe quem é, e a emenda vai sair pior que o soneto. Se fosse você quem tivesse terminado, seu ego não estaria doído e, muito provavelmente, você nem ficaria com esse cara que você está agora, não é verdade?

Portanto, NÃO FAÇA ISSO. JAMAIS fique com outro por coração partido. Se você está triste, com o coração partido e vive chorando, o melhor a ser feito é arrumar essa bagunça que existe dento de você. Uma coisa de cada vez chiquita.

“Tudo bem, Márcio! Não vou fazer, prometo! E o que eu faço, então?”

Bora ver como lidar com o fim do relacionamento, Chiquita. Bora lá!

Está gostando do artigo? 

Convido você para participar do grupo Bora Conversar, no Facebook, onde falamos sobre como ser uma Mulher Segura, tomar decisões acertadas, elevar sua Autoestima, como ter uma melhor comunicação o homem que você quer para você, fazer ele ouvir, entender e muito mais. Clique aqui para se cadastrar, ganhar o e-book “05 Passos para Ser uma Mulher Segura” e participar do grupo Bora Conversar.

Como lidar com o fim do relacionamento

Agora que você já sabe o que não fazer. Bora ver o que sim, você deve fazer no fim do relacionamento para se entregar a vida de solteira e ser muito, muito feliz. Bora Ser Feliz!

1. Lembre-se dos pontos negativos

Assim, como lembrar-se dos pontos positivos faz você revivê-los, se lembrar dos pontos negativos, das coisas ruins, vai fazer com que você tenha isso sempre em mente. Eu sei que já falei disso na primeira parte do artigo. Estou ressaltando porque é realmente importante que você tenha em mente que o fim do relacionamento aconteceu.

Bons momentos sempre existirão. Cabe a você, nesse momento de fragilidade, ter essas recordações para manter-se firme em sua decisão. Eu sei que não foi você quem escolheu isso, de forma direta, talvez. Já que aconteceu e você quer virar a página, ter isso em mente vai ajudar muito, Chiquita!

2. Seja direta e “Hasta la vista, Baby”

Você quer conversar com ele? Converse. Diga tudo o que você quer dizer, desde que você não vá machucar a outra pessoa e também não vá machucar você. O importante é que você seja direta, sem enrolação. Não perca da sua mente o foco, a atenção, aquilo que você quer, ou seja, se ele terminou e você quer manter o fim do relacionamento “Hasta la vista, baby”. Você não está ali para se reconciliar, você está ali para começar uma nova vida, colocando um ponto final nessa história que ficou para trás. Já é passado. Seja direta e “Hasta la vista, Baby”.

3. Encontre um novo sentido para sua vida

Todos aqueles planos que você tinha com ele se perderam, ficaram para trás. Veja bem, com ele. Sua vida ainda tem sentido, ela nunca perdeu sentido. Entenda que sua felicidade depende única e exclusivamente de você. Por isso é tão importante saber que ninguém faz ninguém feliz. Somos a causa do que nos acontecesse na vida. O que está fora de cada um de nós, o que é externo à gente é somente uma consequência de quem somos. Se você pensava que a felicidade dependia do próximo, agora, tem uma nova chance de entender isso e começar a ser feliz. E eu faço esse convite: Bora Ser Feliz?

“Bora! Quando, Márcio?” AGORA! Se ser feliz depende só de você, Bora Ser Feliz AGORA!

4. Faça algo que você tem vontade e ainda não fez

Chiquita de mi corazón, sabe o que o fim do relacionamento trouxe para você? Você está solteira! SOLTEIRA! SOOOOLTEEEEIIIIRAAAAAAA!

Aproveite a vida. Faça aquela viagem que você sempre teve vontade e ele não queria porque ele não gostava de aventuras, ou porque ele odiava a ideia de fazer um mochilão.

Não é sua praia? Faça aquele curso para se tornar chef e largar esse emprego que você mantinha para poder ajudar nas contas do apartamento que vocês moravam de muito luxo. Vá atrás da sua realização pessoal. Vá atrás daquilo que faz você feliz. Como dito no ponto anterior, não é o outro que faz você feliz. É você mesma. Se é você, Bora Ser Feliz fazendo aquilo que você gosta, aquilo que você curte, que você sente prazer. Se dê a oportunidade de ser feliz, se dê a oportunidade de fazer as coisas que você gosta, que você ama, que dão prazer a você.

Quando estiver nesse novo caminho, nem pensado por você, você pode encontrar muitas pessoas bacanas e legais. Não pense ainda em encontrar um novo amor, tudo pode acontecer, eu sei. Ainda assim, é bom você viver sua solteirice e aproveitar esse momento para se namorar. Namore com você. Se leve a bons lugares, se leve a ótimos lugares. A ótimos países, se dê essa oportunidade. Namore com você. Você já fez isso?

5. A decisão de ser feliz

Muitas pessoas passam muito tempo no processo de recuperação da separação. E por mais que ele exista, existe algo ainda mais importante por trás disso tudo. Que é justamente o processo de ser feliz. A sua decisão de ser feliz. Enquanto você está focada em se recuperar da dor, seu processo é de dor. A partir do momento que você começa a dar atenção a sua felicidade, você começa a construir felicidade, seus momentos felizes.

E sabe quanto tempo isso demora? Demora exatamente o tempo que você demora para dizer a palavra “BORA”. Ou seja, é o tempo de você responder à simples pergunta “BORA SER FELIZ?”. A felicidade é uma decisão, Chiquita. Assim como qualquer outro sentimento. Você sente a emoção e escolhe continuar sentindo a emoção. É uma escolha, uma decisão, um compromisso. Decida e comprometa-se com sua decisão de ser feliz. Bora!

6. Mude o foco

É normal no fim do relacionamento, você colocar o foco no fim do relacionamento. Como dito nos pontos anteriores, onde você colocar o seu foco, onde você colocar sua atenção, é onde sua vida irá acontecer. É onde você será feliz ou viverá triste e se verá sem motivos para viver.

Mudar o foco faz bem, Chiquita. Mudar o foco abre horizontes, faz você enxergar coisas que não enxergaria se ainda estivesse mantendo o foco do fim do relacionamento.

7. FAÇA ISSO. SEMPRE!

“Estou curiosa, Márcio! O que eu tenho que fazer sempre? Me conta!”

Chiquita de mi corazón, o que você deve sempre se lembrar de fazer é se valorizar. Valorize-se. É grátis!

Dê valor a você. Ele largou você para ficar com outra? Viva sua vida. Esqueça o cara. Se ele se arrepender e perceber que ele perdeu um MULHERÃO DA P#$¨@$%RRA, ele irá voltar. E acredite, isso pode ser em 5 semanas, ou em 5 anos, ou até mais, e até pode ser que ele nunca volte. Se ele quiser, ele volta. Se ele não quiser, ele não volta. Simples assim!

“Márcio, e se ele não voltar?”

Melhor! Você não quer ficar com alguém que não quer ficar com você, não é mesmo?

Portanto, valorize-se sempre! Quando digo para se valorizar, estou falando de valor emocional. Não falo de dinheiro ou posição social. Nada disso. Valorize-se. Se ele não tem aquilo que você julga o melhor para um relacionamento ou não tem os mesmos objetivos de vida que você, valorize-se, e viva sua vida. Seja feliz agora. O amanhã pode não acontecer. Não espere outro relacionamento para ser feliz.

Lembre-se: VALORIZE-SE, Chiquita. Sempre!

Deixo abaixo, um vídeo onde falo um pouco sobre como você pode aumentar sua autoestima!

Se você está com muita dificuldade de lidar com o fim do relacionamento, saiba que o Programa Bora Ser Feliz vai ajudar você. Em apenas 42 dias, 6 semanas, recuperamos sua autoestima, seu amor próprio e, juntos, faremos o seu mundo brilhar novamente, deixando você prontinha para viver a sua vida do jeito que você escolher.

Ah, o primeiro módulo, a Sessão Sentimental, é um presente meu para você, especialmente para a leitora do Superela! Então, aproveite essa oportunidade. Clique aqui e corra para agendar a sua Sessão Sentimental comigo!

Agora, você tem duas opções:

Continuar triste pelo fim do relacionamento de vocês ou…

Agendar a sua Sessão Sentimental e começar a mudar sua vida e SER feliz de verdade.

E aí, Chiquita?

Bora, bora, bora, bora…

Bora Ser Feliz! 


Agora que você já sabe como lidar com o fim do relacionamento, responda a essa pergunta no Clube!

O texto 12 formas de lidar com o fim do relacionamento foi publicado originalmente em Superela.


Siga o MSN no Facebook

Mais de Superela

image beaconimage beaconimage beacon