Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Sinais de relações tóxicas aos quais toda mulher deve estar sempre atenta

Logotipo do(a) Vix Vix 07/11/2019
shurkin_son/shutterstock © shurkin_son/shutterstock shurkin_son/shutterstock

Existe a crença falsa e prejudicial de que "por amor tudo deve ser suportado ". No entanto, é uma maneira terrível de justificar "o círculo de violência que muitas mulheres vivem em relacionamentos tóxicos", diz Nilda Chiaraviglio, psicoterapeuta especializada em relações entre casais.

Photographee.eu / Shutterstock © Photographee.eu / Shutterstock Photographee.eu / Shutterstock

Violência no namoro

Existe uma violência física que é evidente: surras, golpes, arranhões, tapa e ameaças com uma faca e outras armas.

Qualquer um desses exemplos de uso de força contra sua integridade já traz uma forte mensagem: "fuja". No entanto, há outro tipo de violência que pode não ser tão óbvio. Segundo a especialista, "as pessoas que estão imersas em relacionamentos tóxicos não conseguem perceber que estão passando por situações de abuso, pois têm uma ideia deformada do amor".

Fizkes / Shutterstock © Fizkes / Shutterstock Fizkes / Shutterstock

"Você é minha"

Se seu parceiro a proíbe de sair com seus amigos ou familiares "argumentando" que quer você só para ele, saiba que isso não é uma prova de amor. É um desejo de posse terrível, com atitudes bastante autoritárias.

Fizkes / Shutterstock © Fizkes / Shutterstock Fizkes / Shutterstock

Chantagem emocional

A chantagem emocional é uma das formas mais comuns de manipulação. Neste caso, o parceiro exercerá controle sobre você apelando a sentimentalismos, para fazer você se sentir culpada.

Perguntas e comentários como "Você prefere sair com seus amigos ou ficar em casa comigo?" ou "Não saio com você vestida assim" são alguns exemplos desse tipo de chantagem e controle.

fizkes vía Shutterstock © fizkes vía Shutterstock fizkes vía Shutterstock

Menosprezo

Seu parceiro constantemente a critica de maneira negativa. Exagera ao apontar suas falhas e a culpa por tudo o que acontece de errado. Ele não concorda com o que você estuda, trabalha ou com o seu modo de fazer as coisas e não se importa se você se sente mal por isso.

Você pode nem perceber esse tipo de desprezo a princípio, porque pode ser disfarçado com elogios, por exemplo: "Você é bonita demais para estar com peso extra" ou "Você é muito cheia de vida e deveria se comportar mais".

doble.d/shutterstock © doble.d/shutterstock doble.d/shutterstock

Ciúmes

Por mais que tenha sido romantizado e normalizado, o ciúme não é bom nem torna a relação mais interessante. Nilda comenta que "o ciúme nunca será normal nem está relacionado ao amor".

Photographee.eu vía Shutterstock © Photographee.eu vía Shutterstock Photographee.eu vía Shutterstock

Ele não respeita sua privacidade

Todos nós precisamos de um certo nível de privacidade. Se o seu namorado verifica suas mensagens, acessa suas redes sociais sem a sua permissão, atende suas chamadas, é um sinal alarmante de um controle tóxico.

Photographee.eu / Shutterstock © Photographee.eu / Shutterstock Photographee.eu / Shutterstock

O que fazer se está em uma relação tóxica?

Está na hora de você eliminar de sua cabeça a falsa ideia de que "você não escolhe quem amar, o amor escolhe as pessoas". Sim, você escolhe quem amar e mais: você deve estar em primeiro lugar. Escolha a si mesmo, ame-se e trabalhe sua autoestima. Proteja sua individualidade, ame a si mesma e aceite o desafio de continuar sua vida sem ele.

É Pense no que você merece e no valor que você tem. Isso não apenas a ajudará a sair de um relacionamento tóxico, mas também a tornar seus próximos relacionamentos mais saudáveis.

Hector Gomez vía Unsplash © Hector Gomez vía Unsplash Hector Gomez vía Unsplash

Reflita sobre seu relacionamento. Pense em como você se sente quando está com seu parceiro.Você se sente livre e relaxada? Você pode sair com seus amigos e familiares sem causar problemas na relação? Quando você está com seu parceiro, você não tem medo de deixá-lo com raiva? Ele já pediu várias vezes para você trocar de roupa ou mudar sua maneira de ser só porque ele não gosta?

Seja honesta consigo mesma. Sabemos que é difícil, mas lembre-se de que, se isso te afeta, você realmente não precisa. O amor pode ser muitas coisas, exceto dor e violência.

Jupiterimages/Polka Dot/Thinkstock © Jupiterimages/Polka Dot/Thinkstock Jupiterimages/Polka Dot/Thinkstock

Confie nos amigos e na família para facilitar a transição. Procure ajuda de um psicólogo ou terapeuta que saberá como orientá-la e ajudá-la no processo. Além disso, os profissionais fornecerão ferramentas não apenas para superar um relacionamento tóxico, mas também para construir relações mais saudáveis ​​no futuro.

Relacionamentos tóxicos e abusivos

Vídeo: Como lidar com a síndrome de burnout parental? (TV Cultura)

Repetir vídeo
A SEGUIR
1
Cancelar
A SEGUIR
A SEGUIR

Mais de Vix

image beaconimage beaconimage beacon