Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Casa de campo de 657m² com muita luz natural se abre para paisagem externa

Logotipo do(a) Casa.com.br Casa.com.br 26/11/2022 Redação
casa-de-campo-657m-luz-natural-se-abre-para-paisagem-studio-duas-arquitetura-fotos-juliano-colodeti-36-area-gourmet-piscina © Produção Visual: Andrea Falchi/Fotos: Juliano Colodeti/Casa.com.br casa-de-campo-657m-luz-natural-se-abre-para-paisagem-studio-duas-arquitetura-fotos-juliano-colodeti-36-area-gourmet-piscina

Uma casa de campo na região serrana com todas as comodidades para no futuro se tornar o endereço permanente: esta foi a missão deste projeto, assinado pelas arquitetas Marina Dipré e Victoria Greenman, do Studio Duas Arquitetura, ao elaborar a nova casa de férias da cliente.

“Ela se encantou pela região de Araras, que por ser mais consolidada, não tem muitos terrenos com vista e imersos na natureza. Na primeira visita a esta casa, a cliente ficou encantada com a presença da natureza e a vista da montanha, mas a casa era muito diferente do que ela buscava.

Por isso, ela optou pela reforma mesmo não sendo a casa ideal”, conta Marina. A propriedade dispõe de um terreno com 3.583m², sendo 657m² de área construída após a reforma.

Para o novo projeto, a cliente queria uma casa contemporânea, que fosse mais aberta e que se relacionasse melhor com a área externa. Entre os pedidos, todos atendidos, ela queria clarear e iluminar a casa, trocar as esquadrias de madeira, integrar os ambientes entre si e com a paisagem, além de eliminar o desnível no piso da sala e da suíte master.

“A imersão da casa na natureza foi o que norteou nossas decisões projetuais. Buscamos fazer uma casa contemporânea que fosse respeitosa com a arquitetura existente, adotando um método construtivo diferente do usado originalmente na casa. Também serviu como guia para o projeto a integração dos ambientes da casa com a área externa e uma maior entrada de iluminação natural”, explica Victoria.

A casa antiga era muito subdividida, com sala de jantar, copa e cozinha separadas e com seis quartos no total, acima da necessidade da cliente. Na reforma, toda a área social no primeiro andar foi integrada e um dos quartos foi transformado em sala de TV, que pode ser aberta para a cozinha e a sala ou fechada por um painel com o sistema de porta-camarão.

“Trocamos também a antiga escada de madeira por uma escada metálica mais leve e atual – um dos degraus avança até o final da parede, servindo como aparador para a mesa de jantar. Ela leva até o mezanino, que funciona como uma sala mais privativa e salão de jogos”, descreve Marina.

No segundo andar, foi criada uma varanda para os quartos, que funciona como um ambiente contemplativo e dá cobertura para a varanda do piso inferior, com o acréscimo de um acesso externo pela escada helicoidal.

Já a área gourmet da piscina foi projetada do zero: “buscamos criar um espaço aberto que valorizasse a vista. Projetamos uma cobertura em estrutura metálica que abriga a churrasqueira, a sauna, o lavabo e um chuveirão. O vidro fixo da sauna faz com que a natureza entre no ambiente e crie ainda mais integração”, explica Victoria.

Em relação aos revestimentos, foram usados principalmente materiais naturais, para conferir aconchego e unidade à casa, e apenas três tipos de piso no projeto: madeira para as áreas internas e secas, porcelanato para áreas molhadas internas e travertino em toda área externa. Algumas paredes foram revestidas com pedra madeira, material presente no exterior da casa original.

O resultado é uma casa aconchegante, ampla e iluminada, que explora ao máximo a integração interna e com a paisagem do entorno, atendendo tanto ao momento atual dos proprietários, de usá-la como uma casa de férias e finais de semana, como também ao futuro desejado para ela, de se tornar a residência oficial da família.

Curtiu? Veja mais fotos na galeria abaixo!

Mais de Casa.com.br

image beaconimage beaconimage beacon