Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Tom Petty morreu de overdose acidental, afirmam legistas

Logotipo do(a) Notícias ao Minuto Notícias ao Minuto 20/01/2018 Folhapress
Tom Petty morreu de overdose acidental, afirmam legistas: Informação foi divulgada pela família do músico nas redes sociais © Eduardo Munoz/REUTERS Informação foi divulgada pela família do músico nas redes sociais

A análise final do exame de médicos legistas revelou que Tom Petty morreu devido a uma overdose acidental causada pela ingestão de diversos remédios para dor. A informação foi divulgada pela família do músico nas redes sociais da banda Tom Petty and the Heartbreakers na noite desta sexta-feira (19).

+ Morre o autor britânico Peter Mayle

Até então, a causa da morte havia sido atribuída a um infarto. O músico foi encontrado morto no dia 2 de outubro de 2016 em sua casa em Malibu, na Califórnia, sem respirar.

Ele chegou a ser reanimado, mas não apresentou atividade cerebral e morreu após o desligamento de aparelhos que o mantiveram respirando por cerca de 12 horas.

O comunicado esclarece que Petty sofria de mazelas graves, como enfisema, problemas no joelho e um quadril fraturado, o que, segundo a família, o levou a tomar remédios para a dor.

"Apesar dessa lesão dolorosa, ele insistia em manter seus compromissos com os fãs e fazia turnê de 53 datas com um quadril fraturado e, ao fazer isso, agravou para uma lesão ainda pior", afirma o comunicado. "Achamos que a dor foi simplesmente insuportável, o que causou o uso excessivo de medicamentos", completou.

FACEBOOK

O comunicado, assinado por Dana Petty e Adria Petty, mulher e filha do músico, respectivamente, reforça que a família sabia que o músico estava sob medicamentos e, portanto, acredita que a morte tenha sido acidental.

A motivação para trazer o relatório à tona, segundo afirmam no comunicado, seria gerar uma "discussão mais aprofundada sobre a crise dos opiáceos". "Achamos que trata-se de uma discussão saudável e necessária e esperamos que, de alguma forma, este relatório possa salvar vidas."

"Muitas pessoas que têm overdose começam com uma lesão legítima ou simplesmente não entendem a potência e a natureza mortal desses medicamentos", afirma a nota.

Dana e Adria se dizem certas de que Tom Petty morreu "sem dor e lindamente exausto após fazer o que mais amava, uma última vez, se apresentando ao vivo com sua inigualável banda de rock para seus fãs fiéis na maior turnê de seus mais de 40 anos de carreira". "Ele estava extremamente orgulhoso dessa conquista nos dias anteriores à sua morte."

"Continuamos a lamentar e a nos maravilhar com o incrível impacto positivo de Tom Petty e The Heartbreakers na música e no mundo. Agradecemos a todos pelo amor e apoio ao longo dos últimos meses." Com informações da Folhapress. 


Siga o MSN no Facebook

Mais do Notícias ao Minuto

image beaconimage beaconimage beacon