Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

A professora que mesmo em chamas tentava salvar as crianças de Janaúba

Logotipo do(a) HuffPost Brasil HuffPost Brasil 06/10/2017 Diego Iraheta

Heley Abreu arriscou a vida para salvar seus alunos. © Reprodução/Facebook Heley Abreu arriscou a vida para salvar seus alunos.

Uma heroína. É assim que a professora da creche Gente Inocente Heley Abreu está sendo aclamada pelas ruas de Janaúba, cidade no norte de Minas Gerais onde ao menos 7 crianças foram assassinadas pelo vigia Damião Soares dos Santos.

A docente de 43 anos morreu na noite desta quinta-feira (5). Ela teve 90% do corpo queimado ao tentar salvar seus alunos do incêndio provocado por Damião. Ela também teria tentado lutar contra ele para impedir que o ataque fizesse mais vítimas.

O jornal O Tempo conseguiu entrevistar a mãe de Heley, Valda Terezinha de Abreu. "Minha menina salvou tanto anjo, não é possível que os anjos não vêm salvar ela", disse, antes da confirmação da morte da filha.

Heley sofreu a maior parte das queimaduras enquanto tentava retirar as crianças pela janela da creche. O vigilante havia fechado a porta, impedindo que os pequenos saíssem do local.

Apesar do corpo tomado pelo fogo, ela reunia forças para carregar as crianças para o lado de fora ao mesmo tempo em que tentava debelar as chamas que a atingiam.

O atentado

Além da professora, morreram 7 crianças de quatro anos e o próprio vigia.

Funcionário da prefeitura, Damião estava afastado do trabalho desde o mês passado. Ele teria ido à creche entregar o atestado médico.

Disse que iria distribuir picolés para os pequenos e se dirigiu à sala de aula, onde jogou gasolina nele próprio. Depois começou a abraçar as crianças e usou um isqueiro.

De acordo com o delegado regional de Janaúba, Bruna Barbosa, Damião tinha mania de perseguição, achava que seria envenenado e pode ter sofrido um surto psicótico antes do ataque às crianças.

Entretanto, a investigação mostra que a princípio o crime foi premeditado.

Mais de 20 pessoas continuam internadas em Janaúba, Montes Claros, cidade a 135 km do local do atentado, e Belo Horizonte. A maioria, crianças.

Vídeo: Veja imagens da creche após o incêndio (Via Huffpost Brasil)

Repetir vídeo

Leia também no MSN Brasil:
Vigia de creche agendou crime para aniversário da morte de pai
Vídeo mostra desespero por incêndio em creche de MG

Fique por dentro de tudo o que acontece com o App MSN Notícias
Faça o download para Windows, Windows Phone, Android e iOS.


Mais de HuffPost Brasil

image beaconimage beaconimage beacon