Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

CCJ proíbe venda de refrigerantes em escolas

Logotipo do(a) InfoMoney InfoMoney 09/08/2017 InfoMoney
InfoMoney (Shutterstock) © Shutterstock InfoMoney

SÃO PAULO – Escolas de educação básica podem ser definitivamente proibidas de vender refrigerantes em suas dependências. Nesta terça-feira, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 1755/07, que define este tema. Agora, o texto segue para votação no Plenário da Câmara.

“A medida vem em bom momento, tendo em vista os riscos relacionados ao excesso de consumo de bebidas açucaradas e o aumento dos casos de sobrepeso e de obesidade”, defendeu, em parecer, o relator Luiz Couto (PT-PB). Ele lembrou também a Lei 11.947/09, que define emprego de alimentação saudável na merenda escolar.

Segundo o Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes, realizado pelo Ministério da Saúde e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mais de 80% dos jovens consomem sódio acima dos limites máximos recomendados. O refrigerante, rico em sódio, ocupa o sexto lugar na lista dos alimentos mais consumidos por adolescentes.

Adultos

Em junho, o ministro da saúde, Ricardo Barros, defendeu a proibição de refil de refrigerante em estabelecimentos comerciais. O Ministério possui um planejamento visando diminuir o consumo de refrigerantes em 30% entre a população adulta até 2019.

Vídeo: Dormir mal pode acrescentar 3 centímetros à cintura (Via SBT)

A SEGUIR
A SEGUIR

Mais de InfoMoney

image beaconimage beaconimage beacon