Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Escola alvo de ataque será reaberta na segunda com atividades especiais

Logotipo do(a) Estadão Estadão 3 dias atrás Paula Felix

Escola Estadual Professor Raul Brasil foi alvo de ataque a tiros em Suzano (SP) © Werther Santana/Estadão Escola Estadual Professor Raul Brasil foi alvo de ataque a tiros em Suzano (SP)
SÃO PAULO - O secretário de Estado da Educação Rossieli Soares disse nesta sexta-feira, 15, que a Escola Estadual Professor Raul Brasil será reaberta na próxima segunda-feira, 18, mas que não serão feitas atividades obrigatórias para os estudantes no local. O colégio de Suzano foi alvo de um ataque que acabou com dez mortos.

TUDO SOBRE O ATAQUE EM ESCOLA DE SUZANO

"Nós não estamos fechando um calendário definitivo, porque estamos aprendendo com tudo isso. Precisamos ouvir as pessoas e a ideia é (saber) como que a escola estará para receber as pessoas que queiram vir. Nenhum professor nem nenhum aluno será obrigado a vir."

Rodas de conversa e atendimento com especialistas devem ser realizados na próxima semana. Os alunos também poderão dar sugestões de atividades.

"Se a gente tiver um grupo de alunos que queira fazer alguma atividade, nós apoiaremos. A gente vê as manifestações legítimas de carinho, de homenagens religiosas que estão acontecendo no entorno da escola."

Na porta da escola, mais cartazes pedindo o fim da violência e flores foram colocados. Jovens também marcaram as paredes com as mãos pintadas com tinta, colorindo o muro que antes era preto e branco.

O secretário disse que a pasta vai avaliar como será o suporte não só na unidade, mas em outras escolas do município.

Sobre a segurança nas escolas do Estado, Soares disse que o caso ocorrido em Suzano mostra que a questão vai além da instalação de detectores de metal e de ter policiamento nas unidades.

"Como é que a gente identifica um menino que tenha ou precise de um atendimento como a gente viu nesse caso? Que tipo de atendimento a gente pode fazer? Que tipo de apoio a gente pode dar para a família? A gente está vendo coisas que aconteceram neste ato que vão muito além de problemas que estamos trabalhando. A gente precisa não perder a essência dos nossos jovens."

Mesmo assim, ele afirma que a pasta está revendo questões de segurança. "Nos próximos dias, estaremos revisando os nossos procedimentos de segurança em todas as escolas. Estamos em alerta em todas as movimentações, sobre o que acontece nas redes sociais, que acabam reverberando para as salas de aula em todo Estado e no Brasil."

Nesta sexta, 15, profissionais da área de Psicologia e professores participaram de uma reunião para discutir quais atividades serão realizadas ao longo da semana que vem, quando deve ser definida a retomada do calendário escolar.

"Hoje, a gente convidou muitas pessoas e deixou aberto para os professores da escola que quisessem participar desse debate para a gente entender qual é a melhor forma de acolhimento. A única coisa que temos certeza é de que temos de respeitar o espaço e o tempo de cada uma das pessoas daqui da escola no seu processo de luto."

Obras. O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, disse que uma reforma está sendo realizada na escola. "As equipes estão trabalhando em pintura e em troca de ambientes. Estamos trabalhando, da melhor maneira possível, para que a gente comece esse trabalho de recepção não só dos alunos e funcionários, mas de toda comunidade do entorno da escola."

Vídeo: Opinião: 'Crime de Suzano se deve a clima de ódio' 

Repetir vídeo

Veja as notícias mais importantes do dia no seu celular com o app Microsoft Notícias. Disponível para iOS e Android. Baixe agora.

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon