Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

'Nem Hitler foi acusado de tanta coisa', afirma Danilo Gentili

Logotipo do(a) Estadão Estadão 2 dias atrás Redação

O humorista Danilo Gentili se comparou ao ditador alemão Adolf Hitler ao falar sobre sua condenação à prisão em regime semiaberto por seis meses e 28 dias por injúria à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), em entrevista ao canal de YouTube de Leda Nagle.

Questionado pela apresentadora se já havia sido acusado de ser racista, respondeu, de forma bem-humorada: "Deixa eu ver... Racista, machista, fascista, homofobista [sic], tudo que é 'ista'. Nem Hitler foi acusado de tanta coisa. Porque Hitler é nazista, machista não! Hitler não era, isso eu sou. Tenho mais acusação que o Hitler!"

Em meio à polêmica de sua condenação, Danilo Gentili recebeu apoio de diversos humoristas, assim como algumas críticas. Ele chegou a discutir com o colega Fabio Porchat, por considerar que não o apoiou como deveria (leia mais aqui).

VEJA TAMBÉM: Relembre as polêmicas do apresentador e humorista Danilo Gentili

"Quando você diz para uma mulher - obviamente é um absurdo isso - que ela foi estuprada, mas, também, ela 'estava de minissaia', você tá colocando a culpa na vítima, quando só tem um culpado, que é o estuprador. É o mesmo caso aqui", afirmou.

Para o apresentador, trata-se do "mesmo caso" que o dele, que se vê como vítima na situação: "'O Danilo foi condenado a prisão, mas também, você viu o que ele falou? Mexeu com uma excelentíssima deputada'. Você culpa a vítima da censura por uma pena tão discrepante quanto essa".

Questionado se acredita que a prisão irá se concretizar, Gentili respondeu: "Eu acredito que não. Acho praticamente impossível que eu seja preso. Mas se você me perguntasse uma semana atrás 'você acha que vai ser condenado à prisão', eu diria: 'praticamente impossível que eu seja', e eu fui."

VEJA TAMBÉM: 'Politicamente incorreto' - piadas dos Trapalhões originais que não seriam aceitas hoje em dia

"Acredito que a minoria mais frágil que existe é o indivíduo, essa é a verdadeira minoria, e cada indivíduo tem seu valor, tem sua história. Eu não me encaixo em minoria nenhuma. [...] O indivíduo é a menor minoria que existe e eu faço parte dessa minoria. Brigo para que o indivíduo tenha sua liberdade", refletiu.

Danilo ainda citou o presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ), que declarou apoio ao humorista após a repercussão do caso, durante a entrevista.

"As pessoas que falam que o Bolsonaro é fascista, racista, nazista, se eu for preso, essas pessoas também podem ser? É engraçado as pessoas comemorarem a minha prisão, enquanto o mundo que eu defendo, é que essas pessoas podem me ofender."

Assista à íntegra da entrevista de Leda Nagle com Danilo Gentili abaixo:

Repetir vídeo


Vídeo: José Maria Marin é banido do futebol (AFP)

A SEGUIR
A SEGUIR

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon