Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Sindicatos preparam greve geral contra terceirização: "manobra espúria"

Logotipo do(a) InfoMoney InfoMoney 25/03/2017 InfoMoney
InfoMoney (Roberto Parizotti) © Roberto Parizotti InfoMoney

SÃO PAULO - As principais centrais sindicais brasileiras planejam greve geral contra a lei da terceirização, aprovada no Congresso nesta quarta-feira. Em nota, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) chamou de "manobra espúria" a votação do PL 4302, que permite a empresas a terceirização de sua atividade fim. 

Contra a aprovação do PL no Senado, as entidades CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST e CSB pretendem decidir uma paralisação geral para o mês de abril. A reunião para a definição dessa data será em 27 de março. Antes disso, a central convocou um Dia Nacional de Mobilização para 31 de março. 

"Um golpe, uma manobra espúria, pois tal PL 4302, proposto em 1998 no governo de Fernando Henrique Cardoso e que, depois de passar no Senado, ficou engavetado. O PL 4302 só foi ressuscitado agora, quando o PL 4330, aprovado na Câmara em abril de 2015, havia provocado um substitutivo global do senador Paulo Paim que proibia a terceirização das atividades-fim das empresas, tal como era o entendimento consagrado pela Justiça do Trabalho, e iria ser votado no Senado", escreveu, em nota, a Central. 

De acordo com a central, o projeto tem intuito de "precarizar as relações de trabalho para aumentar lucros" e trata-se de uma perda de direitos para a classe trabalhadora. 

Mais de InfoMoney

image beaconimage beaconimage beacon