Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Principais notícias

Suspeitos de matar Marielle serão transferidos para presídio fora do Rio

Logotipo do(a) Reuters Reuters 5 dias atrás Por Rodrigo Viga Gaier
Mulher participa de manifestação para marcar um ano do assassinato de vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro © Reuters Mulher participa de manifestação para marcar um ano do assassinato de vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Os dois presos nesta semana suspeitos de participação direta no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes serão transferidos para um presídio federal fora do Rio de Janeiro, informou o Ministério Público fluminense.

A transferência, autorizada pela Justiça e pedida pelo MP, prevê ainda, por medida de segurança, a inclusão de Élcio de Queiroz e Ronnie Lessa no regime disciplinar diferenciado (RDD).

Os dois foram presos na terça-feira e ainda estão na divisão de homicídios da polícia do Rio. Os acusados participaram de uma audiência de custódia nesta quinta-feira e estão com prisão preventiva decretada.

Também nesta quinta, data que marca um ano da morte de Marielle, vários atos e homenagens foram feitas no Rio e até em outros países.

Na fachada da Câmara Municipal da cidade foi estendida uma faixa com a pergunta: quem mandou matar Marielle? Foram realizados ainda atos na Assembleia Legislativa do Estado e na Cinelândia, além de uma missa na igreja da Candelária.

"A gente não vai sossegar enquanto não mostrarem quem mandou matar a Marielle", disse a mãe da vereadora assassinada, Marinete Silva.

Presente na homenagem à vereadora na Candelária, o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), disse ter certeza que se tratou de um crime político.

"Não temos dúvida de que foi um crime político, porque durante anos o Rio foi tomado por uma reação entre crime, polícia e política", disse Freixo.

Vídeo: Memória de Marielle segue viva no parlamento do RJ 

A SEGUIR
A SEGUIR

Veja as notícias mais importantes do dia no seu celular com o app Microsoft Notícias. Disponível para iOS e Android. Baixe agora.

Mais de Reuters

image beaconimage beaconimage beacon