Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Veja imagens do início do confronto entre João Alberto e seguranças

Logotipo do(a) Poder360 Poder360 2 dias atrás Poder360
Depois de ser seguido por 2 seguranças até a saída de uma unidade do Carrefour em Porto Alegre, João Alberto desferiu 1 soco em 1 dos guardas. Os agentes começaram a agredir a vítima por 5min20s © Reprodução/TV Globo Depois de ser seguido por 2 seguranças até a saída de uma unidade do Carrefour em Porto Alegre, João Alberto desferiu 1 soco em 1 dos guardas. Os agentes começaram a agredir a vítima por 5min20s

Imagens divulgadas no Jornal Nacional, da TV Globo deste sábado (21.nov.2020), mostra momentos antes de João Alberto Freitas, 40 anos, ser morto.

Beto, como é conhecido pelos amigos, foi seguido por 2 seguranças na saída de uma unidade do Carrefour de Porto Alegre. Logo na porta, é possível vê-lo desferindo 1 soco em 1 dos guardas.

Depois, os seguranças seguraram a vítima, a derrubaram e começaram a agredi-la, com chutes e socos, por 5 minutos e 20 segundos.

© Fornecido por Poder360

Em imagens divulgadas anteriormente, é possível ver que João Alberto não consegue se defender e leva socos no abdômen, além de uma joelhada na cabeça. Dois funcionários, com roupa branca, chegam momentos depois e ajudam a segurar a vítima. Mais socos na cabeça são dados.

© Fornecido por Poder360

A mulher de João Alberto, Milena Borges Alves, tenta impedir as agressões contra o marido, mas é afastada por 3 funcionários. Ela disse neste sábado (21.nov.2020) que foi empurrada.

CONTEXTO

João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, conhecido como Beto pelos amigos, foi agredido em uma unidade do supermercado Carrefour em Porto Alegre (RS), na noite de 5ª feira (19.nov.2020) –véspera do Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro.

Os 2 suspeitos, Giovane Gaspar da Silva, policial militar de 24 anos e o segurança Magno Braz Borges, de 30 anos, foram presos em flagrante.

A Brigada Militar, como é chamada a Polícia Militar no Rio Grande do Sul, informou que o espancamento começou depois de desentendimento entre a vítima e uma funcionária do supermercado, que fica na zona norte da capital gaúcha. A vítima teria ameaçado bater na funcionária, que chamou a segurança.

Depois de a segurança do supermercado chegar, Freitas foi levado da área de caixas para a entrada da loja e teria, segundo apurou a Polícia Civil, iniciado a briga depois de dar 1 soco no policial militar. Em seguida, a vítima foi espancada pelos homens.

Nas imagens que circulam nas redes, é possível ver 2 homens vestindo roupa preta, comumente usada por seguranças, dando socos no rosto de Freitas, que está no chão.

Uma mulher que estava próxima deles parece filmar a ação dos agressores. Em seguida, já com sangue espalhado pelo chão, outras pessoas aparecem em volta do homem agredido, enquanto os 2 agressores continuam tentando mobilizá-lo no chão.

Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentou reanimar o homem depois que ele foi espancado, mas Freitas morreu no local.

Assista aos vídeos abaixo (atenção: as imagens a seguir podem ser perturbadoras. A visualização está disponível apenas para maiores de 18 anos, diretamente na plataforma do YouTube):

Repetir vídeo
Repetir vídeo

Mais de Poder360

image beaconimage beaconimage beacon